sexta-feira

"A Promessa" de Brunonia Barry

Publicada por Unknown 9 comentários


Towner Whitney, uma mulher enigmática e fascinante, descende de uma família de mulheres de Salem que têm a capacidade de ler o futuro nos padrões da renda típica da cidade.

Após uma vida de traumas e tragédias que a leva a exilar-se na Califórnia, Towner regressa à sua cidade natal, em busca da tia-avó, Eva, desaparecida misteriosamente.



Towner vê-se, assim, obrigada a enfrentar os medos do seu passado e a verdade das tragédias na sua família.

A Promessa é uma narrativa hipnotizante que desvela um mundo de segredos, identidades perdidas, mentiras e meias-verdades, onde a realidade e a ficção se unem inexoravelmente. A Promessa de Brunonia Barry



Críticas de imprensa:
Brunonia Barry é exímia no retrato da vida quotidiana de uma cidade pequena e equilibra a acção com a análise da vida íntima das personagens. O ritmo que cria e a utilização de diferentes perspectivas demonstram uma grande agilidade de escrita, revelando uma narrativa que cativará completamente os leitores.

Publishers Weekly



Uma deslumbrante saga de paixão, suspense e magia.

Time Magazine



Uma estreia ambiciosa. Invulgar e excêntrica, esta tempestade narrativa consegue conciliar bem os seus elementos históricos, sobrenaturais e psicológicos. É uma história redentora de sobrevivência.

Kirkus Reviews



A minha opinião:
Um livro agradável, embora esperasse mais enredo e mais desenvolvimento.


(Obrigada fbeatriz pela oportunidade de fazer parte deste aliciante projecto do site "Segredo dos Livros"!)

A minha tatuagem!

Publicada por Unknown 3 comentários
Estive uns dias de férias na bonita Vila Nova de Milfontes!

Foram cinco dias espectaculares e em boa companhia! Uns vizinhos aqui do prédio que são uns verdadeiros amigos.

Passeámos muito a pé, visitámos todas as lojas de chineses da rua principal, comemos as célebres torradinhas de pão alentejana do Pão, Café e Companhia e fizemos alguma praia.

A nossa comida em casa foram sempre uns grelhadinhos feitos no carvão, como o churrasquinho e camarões, sempre acompanhados de salada mista.

No último resolvemos eu e a minha filhota ir fazer uma tatuagem daquelas que duram duas semanas e eis o resultado!

A minha tatuagem é uma flor no tornozelo. No final colocou uns brilhantes que não duraram muito tempo.

Agora só tenho mesmo é o desenho da flor.












A tatuagem da minha filhota é uma lua.
Ora vejam!










Boas Férias!!!!!!!

Vale a pena ficar de OLHO neste blog

Publicada por Unknown 7 comentários

Quero agradecer à Mariane do blog Compartilhando Leituras mais este selinho. Obrigada!!!


As regras deste selinho são:
- Passar este selinho a 10 blogues e avisar, inclusive à pessoa que ofereceu o selinho.
- Convidar as outras amigas a visitar o nosso blogue.
Mas como eu ando sempre de olho arregalado em todos os blogues que sou seguidora, decidi seguir o exemplo da minha Amiga Virtual Mariane e também dedicar este selinho a todos aqueles que passam por aqui e que tal como eu têm os livros como um vício.
Podem ficar de olho nos blogues que se encontram na parte lateral esquerda do Livros, o meu vício.
Bom fim de semana!!!
Beijinhos!!!

quinta-feira

"Até que o rio nos separe" de Charles Martin

Publicada por Unknown 6 comentários


Doss Michaels nasceu e cresceu num parque de caravanas junto ao rio St. Mary e tenta sobreviver como pintor. Abigail Coleman é a única e lindíssima filha do mais poderoso senador da Carolina do Sul. Um único encontro foi suficiente para perceberem que ficariam juntos para sempre.



Após dez anos de casamento, Abbie debate-se com uma doença terminal. Sempre a seu lado, Doss trava com ela uma terrível batalha pela vida.

Quando Abbie elabora uma lista de dez coisas que gostava de fazer antes de morrer, Doss tudo faz para a ajudar a concretizar os seus desejos.

E, antes que seja tarde de mais, partem juntos para a viagem das suas vidas.



Críticas de imprensa:

As fãs de Nicholas Sparks vão adorar Até Que o Rio Nos Separe, uma história de amor destemido e promessas cumpridas durante uma doença terminal.

Amazon


Uma intensa história de amor verdadeiro.OK

Magazine


Um romance comovente... Tem de ser lido... Prepare os lenços!

Bella


Sobre o autor:

Charles Martin licenciou-se em Literatura Inglesa na Florida State University. Tem um mestrado em Jornalismo e um doutoramento em Comunicação pela Regent University. Foi professor no Departamento de Inglês, na Hampton University.



Em 1999, dedicou-se exclusivamente à escrita. Para além de Até que o Amor Me Encontre, vencedor do Christy Award 2008, publicou também Where the River Ends, Maggie, When Crickets Cry, Wrapped in Rain e The Dead Don’t Dance.



Vive com a mulher, Christy, a poucos passos de distância do St. John's River, em Jacksonville, Flórida, com seus três filhos: Charlie, John T. e Rives.



A minha opinião:

Um livro muito tocante .
Um amor sem limites.

Embora, trate um assunto muito delicado, como o cancro, foi lindo de ler, de sentir aquele amor do Doss pela Abbie.
Um livro que todos os homens deviam de ler!
Charles Martins tem uma escrita transparente, leve, mas ao mesmo tempo, sentida, sofrida, realista.
Recomendo-o!!!
(Obrigada fbeatriz pela oportunidade de fazer parte deste aliciante projecto do site "Segredo dos Livros"!)

Um selo com Glamour!

Publicada por Unknown 9 comentários
Este selo tem glamour.
Ganhei este selinho das minhas Amigas Rosana Ibanez do blog Sempre em dia... e da Rita Mello do Blog CHOCOLATE PARA A ALMA
Obrigada pelo carinho!!!!

Regras: Listar 5 desejos que te deixam glamurosa e indicar dez blogs amigos para receber o presente.

1- Ser mãe
2 - Ser esposa
3 - Ser mulher
4 - Ser amiga dos meus amigos
5 - Estar rodeada de muito amor

Tudo isto me faz sentir Glamourosa!!!!

Este selinho vai para os blogs amigos:
- Gena & Fernando ARTESANATO
- O Vento debaixo das minhas asas
- La Sorcière
- :::La Maison d'Ávila::....
- As vozes da minha alma
- Chuva de Livros
- Bookshelf da betita
- O PROFETA
- Leituras da Bauny
- O Cantinho do Bookoholic

Beijos para todos!!!

quarta-feira

As fotos do nascimento da minha filha

Publicada por Unknown 8 comentários

Decidi partilhar as fotos que digitalizei para a História da Minha Vida.

Eu com 12 anos de idade

O meu casamento em 1991

O nascimento da minha filha em 1993














Beijos!!!

quinta-feira

A Minha História de Vida

Publicada por Unknown 13 comentários

“Não faças da tua vida um rascunho, pois pode não haver tempo de passar a limpo.” - (André Rossato)




Introdução
"Quando soube que tinha de escrever a minha autobiografia, achei que seria fácil.
Começaria pelo meu nascimento até aos dias de hoje.
Ao sentar-me diante do computador para iniciar a minha história de vida, então dei conta que não seria assim tão fácil. É preciso ter muita disponibilidade psicológica para colocar no papel uma vivência de 41 anos.

Sinto que ao escrever a minha autobiografia será como um escritor ao escrever o seu próprio livro.

Eu sei a minha história e tenho de a ir organizando. O que escrevo tem de fazer sentido e muitas vezes sinto que me falta a inspiração, as frases não saem, sinto a cabeça vazia.

Ao contar a minha história recordo bons e momentos menos bons do meu percurso de vida. Sinto que tem sido gratificante colocar para o papel a minha história de vida. Tem-me feito reflectir sobre o que tem sido a minha vida, se tenho seguido o caminho correcto, se as minhas opções foram as mais correctas e chego à conclusão que apesar de alguns acidentes de percurso, a minha viagem tem sido feita em segurança, com responsabilidade e alguma sabedoria.

Espero fazer um óptimo trabalho!"



O nascimento da minha filha

“Os nossos filhos precisam da nossa presença mais do que dos nossos presentes.” - (J. Blanchard)

"Em Novembro de 1993, nasceu a minha filha, uma filha planeada e muito desejada por ambos.
Foi uma gravidez com alguns enjoos, mas isso é normal.
Lia tudo o que dizia respeito a grávidas e a bebés. Tentava ter todos os cuidados comigo e com o bebé. Fui sempre a todas as consultas e fiz todos os exames que a médica mandava.
Só na última ecografia, feita no final de Setembro é que soube que era uma menina.
Engordei alguns quilos do que aqueles que a médica queria, mas para o final do tempo era impossível controlar a comida, devido ao estado de ansiedade e de medo.
O primeiro parto é sempre um desconhecido. Por muitas histórias que se possa ouvir, o passar pela situação é sempre diferente.

No dia 6 de Novembro, era um sábado e acordei com algumas moinhas, o que queria dizer, que estava próxima a hora do parto.
Depois de almoço, colocámos a mala no carro e fomos até à Costa da Caparica, andar no paredão. A médica dizia que fazia muito bem andar. Então, eu segui o conselho dela e mesmo à chuva lá andei eu e o meu marido, para trás e para a frente, e quando vinham as contracções, eu agarrava-me à barriga e tentava fazer a respiração correcta para aliviar a dor.

Por volta das 22 horas estava na casa da minha sogra quando fui á casa de banho e rebentaram as águas. Que sensação tão estranha e tão desconfortável.

Dei entrada na Maternidade Alfredo da Costa por volta das 23 horas.
Estava cheia de dores, ainda cheguei a pedir a epidural, mas não deu tempo, a minha filha estava mesmo com pressa para chegar a este mundo.

O nascimento dela foi algo de muito maravilhoso. Nasceu de parto normal, no dia 7, pela 1h40 da manhã, com 3,020 Kg e 47 cm. Demos-lhe o nome de Ana Filipa.
Tenho fotografias do nascimento dela, ela mesmo a nascer, e sempre que olho para elas recordo-me do momento mais feliz da minha vida.

É um amor imenso que sentimos por este pequeno ser que cresce dentro de nós, e que nós ainda nem o conhecemos, nem o vimos cara a cara, mas que é muito nosso, é um amor incondicional. Para mim, não há amor maior do que aquele que temos por um filho.

A minha filha tem sido muito fácil de criar. Mamou até ao dia que fez 1 anos de idade. Começou a falar muito cedo e bem explicada.
Nunca gostou de dormir a sesta à tarde, tal e qual a mãezinha dela.

Quando acabou a minha licença de maternidade tive sorte de a poder trazer comigo ali para a AMP. Como era uma criança calma, que tendo a barriguinha cheia e a fralda seca, estava sempre bem disposta.
Também contava com a ajuda da minha colega, a quem a minha filha se habitou a chamar de titi.
Até aos 3 anos de idade pude ser eu a tomar conta da minha filha e ao mesmo tempo estando a trabalhar fora de casa.
Foi muito bom, embora fosse cansativo porque andávamos de transportes públicos. Mas sinto que valeu a pena, pois a nossa relação mãe/filha é muito chegada."
Aqui está um excerto da minha autobiografia.
É o trabalho que tenho de desenvolver para terminar o 12º ano.
Nada disto está completo, ainda tenho muito trabalho pela frente.
É um projecto do qual estou muito empenhada e que me tem dado algum gozo fazer.
De vez em quando vou deixando aqui uns excertos para me irem conhecendo um pouco melhor.
É por causa deste trabalho que volta e meia ando desaparecida, mas agradeço todo o carinho que me têm dado e não deixem de me visitar. Obrigada!
Um beijo enorme!!!

terça-feira

"13 Gotas ao deitar" de Alice Vieira, Catarina Fonseca, Leonor Xavier, Luisa Beltrão, Rita Ferro e Rosa Lobato Faria

Publicada por Unknown 0 comentários



Quantas mulheres existem na cabeça de Maria Marina Silveira Figueiroa?


Marina, que às vezes é Odete, outras dá pelo nome de Maria Eduarda e ainda responde como Francisca, é surpreendida por um telefonema do banco: tem uma dívida ao IRS e a sua conta bancária está penhorada. Desesperada e sem dinheiro, decide recorrer ao amante de Maria Eduarda, Lourenço, inspector da Polícia Judiciária, que, às tantas, deixa de atender o telemóvel e de responder às mensagens. Quando menos espera, a notícia cai como uma bomba: Lourenço é encontrado morto.


Maria Eduarda é detida por suspeita de homicídio e, quando tudo parecia resolver-se, Henrique, o namorado de Marina é assassinado. Acto contínuo, os dias de Maria Marina são passados na Judiciária e é aí, entre um interrogatório e outro, que conhece D. Querida Flor Cerqueira e se apaixona por Couto Pinto. E o verdadeiro mistério começa então a desenhar-se…

A história, nascida da imaginação de seis autoras, promete personagens e uma prosa bem vivas, apesar das mortes que vão ocorrendo, é bom de ver. Este romance constituiu um divertimento para as seis escritoras que se encontraram (reencontraram num caso ou noutro) pelo prazer de dar largas à imaginação e escrever uma comédia irresistível.


QUANDO SEIS AUTORAS SE JUNTAM PARA ESCREVER UMA HISTÓRIA, O RESULTADO É UM ROMANCE ALUCINANTE ONDE NÃO FALTAM UMA MULHER COM TRÊS PERSONALIDADES, UM SEGREDO QUE ENVOLVE TRÊS GÉMEOS E TRÊS POLÍCIAS A BRAÇOS COM TRÊS HOMENS ESTRANHAMENTE ASSASSINADOS. E MISTÉRIO, MUITO MISTÉRIO, SERVIDO EM DOSES DE HUMOR IRREVERENTE.
UMA MULHER COM VÁRIAS PERSONALIDADES, UM LADO NEGRO E MISTÉRIOS MIL POR DESVENDAR. QUANTOS SEGREDOS CABEM NUMA VIDA?

Alice Vieira


Nasceu em Lisboa há algumas décadas. Estudou para professora – e nunca ensinou ninguém. Sempre sonhou ser jornalista – e foi. Nunca pensou ser escritora – e é. A vida tem destas coisas. Comemora em 2009 trinta anos de carreira literária.

Catarina Fonseca


Nasceu em Lisboa há imenso tempo. É escritora porque sim, e jornalista porque a partir de certa altura uma rapariga tem de sair de casa dos pais, mas ainda não desistiu de ser trapezista, provadora oficial de gomas, fabricante de bonecas ou treinadora de cavalos.


Leonor Xavier


Leonor Xavier é licenciada em Filologia Românica pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Viveu no Brasil entre 1975 e 1987. Jornalista, foi correspondente do Diário de Notícias no Rio de Janeiro e redactora da revista Máxima. É autora das biografias Maria Barroso, Um Olhar sobre a Vida e Raul Solnado, A Vida Não Se Perdeu. Publicou os romances Ponte-Aérea, O Ano da Travessia e Botafogo, o ensaio Portugal, Tempo de Paixão, sobre o processo revolucionário de 1975, bem como um livro de crónicas: Colorido a Preto e Branco.


Luísa Beltrão


Luísa Beltrão, mãe de 7 filhos, professora de Filosofia e Psicologia. Romancista, publicou a tetralogia “Uma História Privada”, com os títulos Os Pioneiros (Prémio Revelação Máxima), Os Impetuosos, Os Bem-Aventurados e os Mal Amados. Seguiu-se a obra Todos Vulneráveis e, em co-autoria, O Desafio da Cidadania na Escola. Uma Pedra no Sapato recebe, em 2004, o prémio Máxima de Literatura. Editou mais recentemente a biografia de Maria de Lourdes Pintasilgo, Uma História com Futuro, em co-autoria.


Rita Ferro


Estudou Design, leccionou Marketing, estreou-se na escrita aos 35 anos e publicou numerosos romances, livros de cartas e de crónicas, fotobiografias e até um livro infantil, agora inscrito no Plano Nacional de Leitura. Teve programas na rádio e na televisão e colabora regularmente na imprensa. Embora em co-autoria, este é o 18º título que assina.


Rosa Lobato de Faria


Rosa Lobato de Faria nasceu em Lisboa e começou a escrever poesia ainda na infância. É autora de vários romances, entre os quais O Prenúncio das Águas (Prémio Máxima 2000), livros de poemas, histórias infantis, peças de teatro e guiões para televisão. É também conhecida do grande público como actriz de televisão e cinema. O seu décimo primeiro romance, As Esquinas do Tempo, veio a público em 2008.




A minha opinião:

Uma leitura leve e divertida!


(Obrigada fbeatriz pela oportunidade de fazer parte deste aliciante projecto do site "Segredo dos Livros"!)
 

Livros, o meu vício Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare