sexta-feira

"Obrigada pelas Recordações" de Cecelia Ahern

Publicada por Unknown 5 comentários


Título: Obrigada Pelas Recordações

Autora: Cecelia Ahern

Páginas: 344

Editora: Editorial Presença

Colecção: Champanhe e Morangos



Sinopse:
Quando Joyce Conway acorda no hospital depois de uma queda grave, sabe que a sua vida nunca mais será a mesma. Não só perdeu o filho que carregava no ventre, como se apercebe que o seu casamento chegou a um beco sem saída. Mas estas não são as únicas consequências. Joyce simplesmente já não é a mesma pessoa. De repente disserta sobre arte e arquitectura europeias, tem hábitos alimentares completamente diferentes, fala sobre ruas parisienses onde nunca esteve… e cruza-se amiúde com um homem a quem sente que está estranhamente ligada… Tal como nos seus romances anteriores, Cecelia Ahern transforma o quotidiano em momentos mágicos, proporcionando uma leitura enternecedora e irresistível.


A minha opinião:
Toda a leitura deste livro foi hilariante, tirando a parte inicial, com hospitais, sangue e transfusões.
Confesso quando iniciei a leitura e me deparei com este cenário, pensei, não vou gostar. Enganei-me redondamente. Um livro onde as gargalhadas são obrigatórias

A autora tem uma forma muito própria de escrever. Faz a ligação perfeita entre a comédia e o romance.

O enredo da história está muito original. De tantos livros que já li, confesso que nenhum como "Obrigada pelas Recordações".
Joyce é uma mulher jovem. Depois de sair do hospital ,Joyce sente-se diferente. Começa a gostar do que antes não gostava, a falar línguas, que antes não falava, a ter conhecimentos, que antes não tinha. Todos pensam que a causa do novo comportamto da Joyce está no choque que teve quano perder o seu bebé tão desejado.
Este livro contém várias cenas divertidas, uma delas é a cena em que a Joyce e o pai chegam ao aeroporto de Dublin.

Já tinha lido da autora, o livro, "Para Sempre, Talvez" e achei o máximo. Além de me ter divertido bastante, gostei da forma como a autora estrututou o livro com os mails, as sms e os telefonemas.

Se querem dar umas boas gargalhadas, aqui está o livro perfeito para esse efeito!

Boas leituras!

quinta-feira

Excerto V do livro "Maria, a Maior Educadora da História"

Publicada por Unknown 0 comentários


"Um educador magnífico escreve com uma mão no quadro da sala de aula e com a aoutra move o mundo, pois leva os seus alunos a construir projectos de vida e a batalhar por eles."

"Quem é educado para a vida tem mais hipóteses de brilharem todos os campos, pois não vive em função do brilho, mas do conteúdo."

"O maior erro dos educadores é não contar aos seus próprios erros aos jovens, pelo menos os que são possíveis de ser contados. O maior fracasso deles é não revelar as suas derrotas. A maior decepção é não falar das suas frustações.
A educação mais irritante e saturada de tédio é aquela em que os adultos sobre as suas aventuras e sonhos. A maior falha dos educadores é desejar ensinar a realidade da vida aos seus filhos e alunos representando um teatro. Essa educação não forma pensadores, mas pacientes."

quarta-feira

Excerto IV do livro "Maria, a Maior Educadora da História"

Publicada por Unknown 0 comentários

"Contemplar a história de um ser humano não é apenas ler o prefácio da sua vida como grande parte dos pais, professores, executivos, médicos fazem com quem está à sua volta, mas penetrar nos seus capítulos mais importantes. Não devemos ver comportamentos, mas observar a essência.
É preciso ter coragem e sensibilidade para interromper as nossas actividades e reunino-nos com quem amamos e perguntar: quem és tu? O que sentes? O que pensas? Será que amas seres imaginários e não pessoas reais?"

"Vocês procuram grandes eventos para serem felizes. Mas o segredo da felicidade encontra-se nas coisas simples e anónimas."

"Andar descalço na terra, sentir o «sabor» da água, apanhar uma fruta da árvore, ouvir o som de uma queda de água, sentir as ondas do mar tocando a praia com milformes silhuetas, admirar o ocaso e o nascer do Sol com os filhos são experiências riquíssimas e insubstituíveis.
Abraçar, doar-se, beijar, dialogar, relaxar, brincar com os jovens não pode custar dinheiro, mas pode ser caríssimo para a formação da personalidade."

terça-feira

Excerto III do livro Maria, a Maior Educadora da História"

Publicada por Unknown 0 comentários

"O grande desafio é ter consciência da nossa pequenz. É compreender que, por mais que saibamos, todo o conhecimento que adquirimos é uma pequeníssima fracção do todo."

"Devemos de falar mais sobre os mistérios da vida, os conflitos humanos e as crises existenciais. Mostrar que a dúvida é mãe da criatividade, e o conflito, pai das novas ideias. Não se deve temer a dúvida nem nos perturbarmos diante dos conflitos."

"Os pais que educam os seus filhos para terem um contacto estreito com a natureza não apenas enriquecem a emoção, como impulsionam a expansão de estruturas cognitivas."

segunda-feira

Excerto II do livro "Maria. a Maior Educadora da História"

Publicada por Unknown 0 comentários

"Leve os seus filhos e alunos, desde a mais tenra infância, a desenvolver a intuição. Conduza-os com paciência a observar as situações tensas por vários ângulo, a pensar noutras possibilidades diantes dos factos e, principalmente a habilidade de reflectir."

"Estudar os filhos pode ser um espelho para reflectir pelo menos um pouco a personalidade dos pais."

"O corpo não sobrevive se não for nutrido diariamente com proteínas, hidratos de carbono, gorduras. Do mesmo modo, a personalidade humana precisa de nutrientes contínuos para estimular a sua formação, alicercá-la e estruturá-la."

domingo

Excerto I do livro "Maria, a Maior Educadora da História

Publicada por Unknown 0 comentários

"Educar é viajar pelo mundo do outros em nunca penetrar nele. É usar o que passamos para nos transformarmos no que somos.
O melhor educador não é o que controla, mas o que liberta."

"Educar é a tarefa intelectual mais fascinante e, ao mesmo tempo, a que mais revela a nossa impotência".

"A melhor maneira de gerar filhos e alunos frágeis diante dos desafios da vida é oferecer-lhes um ambiente isento de estímulos esgotantes. A ausência desses estímulos pode ser tão prejudicial para o desenvolvimento da inteligência como a presença maciça deles. Jovens educados em ambientes superprotegidos só conseguem brilhar se as situações forem previamente conhecidas."

sábado

"Maria, A Maior Educadora da História" de Augusto Cury

Publicada por Unknown 3 comentários

Título: Maria, A Maior Educadora da História

Autor:  Augusto Cury

Editora: Livros D’Hoje


Colecção: Hora Actual

Páginas: 176
 
 
Sinopse:
Dez princípios que Maria utilizou para educar o menino Jesus.

Educar é viajar no mundo do outro sem nunca penetrar nele. É usar o que pensamos para nos transformar no que somos.

O maior educador não é o que controla, mas o que liberta. Não é o que aponta os erros, mas o que os previne. Não é o que corrige comportamentos, mas o que ensina a reflectir. Não é o que observa apenas o que é tangível aos olhos, mas o que vê o invisível.

Não é o que desiste facilmente, mas o que estimula sempre a começar de novo.

Um bom educador abraça quando todos rejeitam; anima quando todos condenam; aplaude os que nunca subiram ao pódio; vibra com a coragem de disputar dos que ficaram nos últimos lugares. Não procura o seu próprio brilho, mas faz-se pequeno para tornar os seus filhos, alunos e colegas de trabalho grandes.

Que educador daria conta desta missão?

Este livro é uma visão da psicologia, psiquiatria e pedagogia sobre a mulher mais famosa e desconhecida da História.



A minha opinião:
É um livro extraordinário.
Este livro,  foi sem dúvia, o melhor que li de Augusto Cury. Talvez tenha a ver com o facto de ser mãe. Tocou-me profundamente.

Educar um filho é a tarefa mais difícil de desempenhar, mas altamente compensadora.

 Ler Augusto Cury é sempre uma lufada de ar fresco. Sabe tão bem, ficamos tão frescos e ao mesmo tempo ansiamos por mais frescura, o que traduzindo à letra, quer dizer, mais conhecimento.

A escrita do autor é muito própria. Estava a ler este livro e quase que tinha a sensação que o autor estava a conversar comigo.
O autor transborda conhecimento e partilha-o com os seus leitores.

Se pensam que é um livro que aborda a vertente religiosa, deseganem-se, porque não é nada disso. Neste livro, ficamos a saber porque é que Deus escolheu Maria para seu a mãe do seu filho. Maria possuía duas virtudes, a arte de agradecer e também a arte de reagir.
Ao longo deste livro, vamos conhecendo, passo a passo, os princípios que Maria seguiu para educar Jesus.

Vamos Jogar?

Publicada por Unknown 7 comentários


1- Não tenho por hábito ler livros que já li.
    Escolheria o que acabei de ler, "Maria, a maior educadora da História" de Augusto Cury.


2- Sei lá...tantos...
    "Maria, a maior educadora da História" de Augusto Cury


3- Depende do gosto pessoal de cada leitor.
     Recomendaria "Mentes Brilhantes, Mentes Treinadas" de Augusto Cury


4- Chuva de Livros

    Sofia e os Livros

    SILÊNCIOS QUE FALAM

    Refúgio dos Livros

    BiblioMigalhas

   A Galáxia dos Livros

   Sombra dos Livros

   Planisfério Pessoal

  ...Os devaneios da Jojo...
 
   My Imaginarum


5- http://otempoentreosmeuslivros.blogspot.com/- Beijinhos Cris!

terça-feira

Poemas de Samuel Pimenta no Museu Nogueira da Silva, em Braga

Publicada por Unknown 3 comentários


Dia 17 de Março, a partir das 21h, visite a exposição organizada por Sara Gonçalves no Museu Nogueira da Silva, em Braga, onde poderá encontrar alguns poemas de Samuel Pimenta, um dos contemplados com o VI Prémio Literário Valdeck Almeida de Jesus 2010, Brasil.


Além de poesia, poderá encontrar desde fotografias, pinturas e livros especialmente seleccionados para a exposição, de diversos autores.

Contamos com a sua presença.

segunda-feira

Samuel Pimenta na Universidade do Minho - II Jornadas de Filosofia

Publicada por Unknown 0 comentários




O escritor Samuel Pimenta, no âmbito das II Jornadas de Filosofia da Universidade do Minho - "Filosofia e Arte", organizadas pelo NEFILUM (Núcleo de Estudantes) e pela Direcção do curso de Filosofia, estará presente na Universidade do Minho no dia 17 de Março de 2011, pelas 17h30m, para uma palestra sobre «Poesia», género no qual o autor de "Heros, O Escolhido" escreve desde os 13 anos.

Samuel falará dos seus poemas, das temática...s que aborda e da experiência enquanto autor do blogue de poesia "Linhas", quase a completar 2 anos.

Estão, desde já, convidados. Contamos com a vossa presença.

sexta-feira

"Era melhor não saber" de Barbara Taylor Bradford

Publicada por Unknown 2 comentários


Sinopse:
Quem matou Sebastian Locke? Por que alguém desejaria acabar com a vida do filantropo que doava fortunas por ano para ajudar vítimas de guerras, epidemias e catástrofes? Quem teria interesse no extermínio do patriarca de uma das tradicionais famílias americanas? Vivienne Trent, jornalista de Nova York e ex-mulher de Locke, decide investigar as circunstâncias misteriosas que cercam a morte de um homem que, aparentemente, não tinha inimigos. A busca obstinada pela verdade a leva a revelações chocantes sobre paixões proibidas - segredos que seria melhor jamais ter descoberto. Os romances de Barbara Taylor Bradford, como Lembranças, Uma mulher de fibra e Tudo a ganhar, são sinónimos de sucesso em 85 países, com quase 50 milhões de exemplares vendidos. A autora, que vive em Nova York, foi repórter até 1979, quando trocou o jornalismos pela literatura."


A minha opinião:
Já tinha lido algumas críticas muito favoráveis sobre esta autora e de facto, confirma-se!
Quando comecei a ler este livro, pensei que seria uma bela história de amor com algum suspense. Enganei-me redondamente. Foi muito mais que isso!!! Um livro com um enredo com muita imaginação. Uma trama quase que inimaginável.

Se todos os livros da autora são assim tão originais, então quero mais!!!!

A partir do meio do livro, a história começa a aquecer até chegar a um calor abrasador, não na vertente do romance, mas na surpresa. É surpresa atrás de surpresa!

"Era melhor não saber" conta-nos a história de Sebastian Locke, o último filantropo. Sebastian aparece morto em circuntâncias muito estranhas. Vivianne, uma das ex-mulheres de Sebastian, vai tentar descobrir o que aconteceu.

Não vou adiantar mais, ... leiam e sejam SURPREENDIDOS!!!
(Obrigada brisa-do-mar!)


Publicada por Unknown 3 comentários


Título: Mentes Brilhantes, Mentes Treinadas

Autor: Augusto Cury

Desvendando o fascinante mundo da mente humana.

Páginas: 112

Editora: Livros d'Hoje



Sinopse:
Neste livro inédito, Augusto Cury partilha com os leitores as suas reflexões sobre o fascinante mundo da mente humana.

Somos a única espécie, de entre milhões na natureza, que pensa, tem consciência de si mesma e escreve a sua história. Um privilégio indescritível. Mas será que temos andado a escrever uma história que nos liberta ou que nos aprisiona? Muitos vivem em sociedades livres, mas são escravos das suas emoções. Não treinam a sua psique para construir um amor inteligente e uma mente brilhante e, por isso, desenvolvem transtornos psíquicos que os controlam e que asfixiam os outros.

Todos nós queremos uma mente saudável, regada ao prazer, livre, segura, flexível, criativa, mas com frequência deixamos a nossa mente irresponsavelmente solta, sem cuidado e resguardo. Mentes tímidas, agitadas, ansiosas, imaturas, pessimistas, amedrontadas, flutuantes e depressivas são consequência dessa falta de gestão e protecção.

Mentes Brilhantes, Mentes Treinadas aborda estes temas com base na Teoria da Inteligência Multifocal, que o autor tem vindo a desenvolver ao longo de mais de 25 anos.


Sobre o autor:
Augusto Cury é psiquiatra, psicoterapeuta, escritor e cientista. Desenvolve em Espanha pesquisa em Ciência da Educação e, após a construção da teoria de Inteligência Multifocal, continua a desenvolver estudos sobre as dinâmicas da emoção e da construção dos pensamentos. Dirige a Academia da Inteligência no Brasil, um instituto de formação para psicólogos, educadores e outros profissionais, e actualmente os seus livros são usados em pesquisas de pós-graduação nas mais diversas áreas das Ciências Humanas.

À sua actividade, alia ainda a participação em congressos e conferências em diversos pontos do mundo, onde os seus livros estão publicados.


A minha opinião:
Os livros deste autor são ÚNICOS. São livros para reflectir. São livros ricos em sabedoria.
 
Neste livro, o autor debruçou-se sobre a mente humana. Dá-nos as dicas e as ferramentas necessárias para aprendermos a conhecer o nosso "eu". Muitas vezes, damos importância ao lixo que nos rodeia e não tratamos do lixo que vai na nossa cabeça. De uma forma muito simples e directa, o autor ajuda-nos a ultrapassar alguns obstáculos, como por exemplo, colocar-nos na posição do outro, para podermos entender o outro lado.
Quando li sobre este assunto, lembrei-me que algumas vezes, tento colocar-me na posição do outro, para ter a noção se estou a ser justa ou não. Aquela expressão bem conhecida «não faças aos outros, o que não gostas que te façam a ti» é muito verdadeira.  É o meu lema de vida.

Acerca do amor, o autor define-o desta forma:
«Homens e mulheres querem o perfume das flores, mas não têm coragem de sujar as suas mãos para as cultivar. O amor é a mais delicada planta do território da emoção.Sem cuidado, não sobrevive. Sem protecção, não resiste aos invernos do processo existencial.»
 
Todos os seres humanos  deviam de saber que somos todos iguais, independentemente da cor que se tenha, ou da religião que se pratica. Esta frase define bem o que é o ser humano:
« O tráfico de mulheres movimenta mil milhões de dólares, seres humanos negros ainda são descriminados,  maioria dos palestinos e judeus odeia-se, curdos e iraquianos não vivem em harmonia, religiosos radicais vivem em disputas pelo mundo. Classificamo-nos, descriminamo-nos e excluímo-nos pelo nosso superficialismo intelectual, sem ter plena consciência de que somos todos Homo Sapiens, todos pertencemos à fascinante família humana e temos as mesmas necessidades essenciais, como amar, sonhar, ter prazer, relacionarmo-nos, falar de nós mesmos, ter um ombro para chorar

Obrigatório ler este livro!

quinta-feira

"O Jogo do Acaso" de Penny Vincenzi

Publicada por Unknown 2 comentários


Título: O Jogo do Acaso

Autora: Penny Vincenzi / Tradução:

Páginas:

Editora: Porto Editora




Sinopse:
Uma fracção de segundo foi quanto bastou para que o caos se instalasse na congestionada auto-estrada que liga Londres ao País de Gales. Um acidente de viação de grandes proporções gera o pânico, substitui a confiança pelo medo e a impotência toma conta dos presentes.


Jonathan, um obstetra carismático e bem-sucedido; Toby, o noivo com um segredo obscuro a caminho do seu casamento, e o seu leal amigo Barney; Georgia, uma jovem aspirante a actriz, desesperada por chegar a Londres para uma audição importante que poderá lançar a sua carreira; Mary, a viúva que percorre centenas de quilómetros para reencontrar o seu primeiro amor, que não vê há mais de 50 anos; William, o agricultor que presencia o drama que se desenrola no outro lado da encosta; e Emma, a atraente médica do hospital da zona que presta assistência aos sinistrados.De um momento para o outro, ver-se-ão enredados num poderosíssimo jogo de acção-consequência, cujos efeitos mudarão as suas vidas irremediavelmente. Mas será para melhor ou para pior?

Poderá alguém resistir à inevitabilidade do Acaso?


A minha opinião:
É o primeiro livro que leio desta autora e gostei pela sua forma simples mas bastante criativa de escrever.

Um livro magnífico.
Uma história muito bem estruturada, onde não faltam o romance, a maldade, o humor e também o suspense.

A autora soube descrever com mestria, passo a passo o antes, o durante e o depois do acidente. Nunca se perde o fio à meada, mas também nunca se sabe tudo.
A escolha dos personagens também foi muito variada, desde a jovem rapariga, uma aspirante a actriz, ao médico ginecologista que vive aparentemente um casamento feliz, ao agricultor, ao camionista, à médica que não tem idade para ser médica, à sexy fotógrafa que tem um caso com um homem casado até à senhora idosa, que quer reencontrar o seu grande amor, sessenta anos depois.

Como é possível que numa fracção de segundos, vidas possam mudar o seu percurso.

(Obrigada bluepeace pela partilha!)
 

Livros, o meu vício Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare