sexta-feira

"Por um dia mais" de Mitch Albom

Publicada por Ana Isabel Pedroso


Título: Por um dia mais

Autor: Mitch Albom

Editora: Estrela Polar

Páginas: 204

Sinopse:
O que faria se tivesse uma oportunidade, uma única, de voltar atrás e corrigir algo que fez de errado?

POR UM DIA MAIS narra o percurso de Charles Benetto, um ex-jogador de basebol destruído pelo álcool e pelos seus fantasmas interiores. Depois de perder o seu trabalho e a família, desiludido e tomado por uma profunda tristeza, Charles decide suicidar-se, mas até nisso falha. Dirige-se então à casa da sua infância, onde acaba por ter uma incrível surpresa: a sua mãe, já falecida, reaparece, agindo como se nada tivesse acontecido.

O que se segue é aquele dia “a mais” que todos nós tantas vezes desejámos, para fazer as pazes, explicar segredos de família, repensar escolhas e, mais do que tudo, perdoar e ser perdoado.

Com sensibilidade e delicadeza, Mitch fala neste livro sobre o poder do amor, fazendo-nos viajar nas memórias de Charles, um filho como qualquer um de nós - ocupado demais, cansado demais, ausente demais - que se vê diante da única oportunidade de se salvar a si mesmo


Sobre o autor:
Mitch Albom é um premiado jornalista, argumentista, dramaturgo, músico. É também autor de vários livros, todos eles esmagadores best-sellers internacionais publicados em quarenta e quatro países. As Cinco Pessoas que Encontramos no Céu é o seu primeiro romance e foi um êxito imediato, tendo passado longos meses nos lugares cimeiros das listas de best-sellers do New York Times. O autor fundou três instituições de caridade e subsidia projectos de literacia. Foi eleito «Figura do Ano» pelo National Hospice Organization em 1999.





A minha opinião:
Extraordinário. É o melhor adjectivo que consigo encontrar para descrever esta leitura.

Na capa, por baixo do título,  podemos ler...Comovente e perturbador, um livro que fala directamente ao seu coração e que faz acreditar no infinito poder do amor de uma mãe.
É verdade, neste livro podemos sentir isso mesmo e quando se diz, que não há amor maior, que o amor de mãe, também verdade. Ainda nem sequer lhe conhecemos a cara e já amamos tanto aquele ser dentro de nós.

Durante a leitura deste livro, dei por mim a fazer algumas reflexões e cheguei a uma conclusão. Conclusão essa que devemos aproveitar todos os momentos, sejam eles pequenos ou grandes, mas que sejam vividos intensamente.
E não pensem que é um livro de auto-ajuda, nem nada que se pareça, mas que nos obriga, sem mesmo termos essa intenção, de reflectir sobre a nossa vida.



Com três letrinhas apenas,
se escreve a palavra mãe.
E é das palavras pequenas,
a maior que o mundo tem!





(Obrigada Cris pelo excelente BookRing!)

0 comentários:

 

Livros, o meu vício Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare