quarta-feira

"O Lobo de Wall Street" de Jordan Belfort

Publicada por Ana Isabel Pedroso


Título: O Lobo de Wall Street

Autor: Jordan Belfort

Páginas: 632

Editora: Editorial Presença

Coleção: Vidas D´Escritas



Sinopse:
Esta é a autobiografia de Jordan Belfort, o então jovem corretor de Wall Street que nos anos 90 se sobrepôs à lógica da economia, manipulou o mercado bolsista e ganhou uma fortuna incalculável. Uma história verídica e fulgurante, escrita num registo confessional a que não é alheio um apurado sentido de humor, onde Belford relata ao pormenor a sua ascensão prodigiosa e queda inevitável. Chamavam-lhe «O Lobo de Wall Street», e a própria máfia colocou operacionais na sua empresa para aprenderem com os seus métodos. Uma leitura actual e aliciante que nos dá a conhecer os meandros do universo da bolsa nova-iorquina.

Sobre o autor:
Jordan Belfort, nasceu a 9 de Julho 1962, em Queens, Nova Iorque. Foi um dos mais implacáveis corretores de Wall Street e acabou por ser preso por actos de manipulação do mercado bolsista.
A sua autobiografia tornou-se um bestseller, estando traduzida em cerca de quarenta países; será brevemente adaptada ao cinema pelo realizador Ridley Scott, com Leonardo DiCaprio como protagonista.


 
A minha opinião:
Há algum tempo que andava atrás deste livro e numa das minhas pesquisas pela biblioteca, encontrei-o.

Uma excelente autobiografia escrita pelo próprio. Jordan Belfort despe a pele de lobo de Wall Street e sem qualquer preconceito conta toda a sua história.

O livro inicia-se com a entrada do jovem Jordan na sala de correctagem da Wall Street pela mão de Mark Hanna. Depois pelo divórcio com a primeira mulher, o casamento com a segunda, o nascimento dos filhos, a criação da Stratton Oakmont, uma firma de investimentos e todo o estilo de uma vida cheia de excessos. Todo o ambiente vivido na sala de correctagem era sem limites, ali, tudo era permitido. Por último, assitimos ao seu  internamento numa cliníca de reabilitação. Este internamento é feito conta a sua vontade, isto porque, não admite que precisa de ajuda para deixar a dependência das drogas. E finaliza com a sua detenção e todos aqueles que estiveram envolvidos no negócio de branqueamento de capitais.

"Uma autobiografia que se lê como um romance" - Publishers Weekly

3 comentários:

miGuel pesTana on 02:47 disse...

epa, 1 livrinho com tanta página! Quando são bons de ler podem ter 1000! não é?

bj e boas leituras

Ana on 03:12 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana on 03:13 disse...

é isso mesmo!

Recomendo a leitura :)

Beijnhos

 

Livros, o meu vício Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare