terça-feira

"Heróis à Moda de Lisboa" na TV Amadora

Publicada por Ana Isabel Pedroso 0 comentários
Quero agradecer em nome dos "Heróis à Moda de Lisboa"  à TV Amadora pela excelente reportagem do evento apresentado na Biblioteca Municipal da Amadora.
 

domingo

"Não Sei Nada Sobre o Amor" de Júlia Pinheiro

Publicada por Ana Isabel Pedroso 2 comentários

Título: Não Sei Nada sobre o Amor

Autora:  Júlia pinheiro

Páginas: 345

Editora: A Esfera dos Livros



Sinopse:
Quando desceu ao riacho, mantilha na cabeça e coração aos pulos, Maria da Glória não sonhava que aquele encontro fortuito com o macho da aldeia iria marcar para sempre a sua vida. Esperava sair dali com namoro anunciado e quem sabe até com casamento marcado. Saiu à pressa, com a roupa ensanguentada, as tripas viradas e a semente de Maria da Purificação na barriga. Estava lançado o destino das mulheres desta família na qual as palavras prazer, carinho, paixão e amor permanecerão para sempre um mistério.

A apresentadora de televisão Júlia Pinheiro estreia-se na escrita com uma história surpreendente e apaixonante sobre quatro mulheres que nada sabem sobre o amor. Ao longo destas páginas não suspiramos de amor, não nos empolgamos com casos de paixão arrebatadora, nem choramos com casamentos felizes. Somos levados numa saga familiar que se inicia nos anos 30 onde os sentimentos eram um infortúnio e o prazer uma pouca-vergonha.

Não Sei Nada sobre o Amor traça o retrato de uma sociedade e de um país ao longo de quase 70 anos de história, através do olhar de Maria Glória, a avó, Maria da Purificação, a filha divorciada, Ana Clara, a neta mãe solteira, e Benedita, a bisneta, que, apesar de todas as expectativas, não se casa com nenhum príncipe encantado.


Sobre a autora:
Júlia Pinheiro nasceu em Lisboa, a 6 de Outubro de 1962. É apresentadora de televisão.

Júlia Pinheiro licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas, pela Universidade Nova de Lisboa, e pós-graduou-se em Comunicação Social, na Universidade Católica Portuguesa. Estreou-se na televisão em 1981, como uma das apresentadoras de Estamos Nessa, na RTP. Em 1984 chegou à a Rádio Renascença, onde permaeceu até 1992. Vai para a SIC e apresenta Praça Pública, SIC 10 Horas , Noite da Má Lingua, Filhos da Nação, Mr World, SIC 11 Horas, Noites Marcianas e Às Duas por Três. Voltou à RTP para apresentar O Elo Mais Fraco, para exercer de seguida as funções de subdirectora de Programação da TVI, estação onde viria a apresentar um sem número de talk-shows e reality-shows, nomedamente Quinta das Celebridades, Primeira Companhia, Circo das Celebridades, O Meu Odioso e Inacreditável Noivo, Pedro, o Milionário, As Tardes da Júlia, Uma Canção Para Ti e Casa dos Segredos. Júlia Pinheiro lecciona no curso de pós-graduação em Televisão da Universidade Autónoma de Lisboa. Em Abril de 2009, lançou o seu primeiro romance, Não sei nada sobre o amor.

É casada com Rui Pêgo, mãe de três filhos e gostava de ter sido arqueóloga. Reside com a família na Margem Sul.


A minha opinião:
Não sou fã da Júlia Pinheiro, não sei se pelos programas que apresenta, mas não me convence. Já não tenho a mesma opinião acerca da sua escrita. Uma escrita nua e crúa. O primeiro contacto que tive com a sua escrita foi através da revista mensal Máxima. Uma escrita transparente e muito cativante. Cativante foi também a leitura deste livro.
A autora conta-nos uma história magnifíca sobre quatro mulheres da mesma família, mas de gerações diferentes. Não se perde em  descrições desnecessárias, nem utiliza os floreados habituais nos romances. Eu diria que este é um romance q.b.

Estas quatro mulheres nada sabem sobre o amor, mas a vida encarregou-se de lhes dar as armas necessárias para saberem lutar. São mulheres com uma fibra invejável.

Não vou desvendar mais nada sobre a história. A sinopse é uma janela aberta para o que iremos encontrar...

Pelo que sei a Júlia Pinheiro já tem novo livro nas prateleiras das livrarias e eu vou querer lê-lo!

Leitura recomendada!!!


(Obrigada Betita pelo excelente empréstimo!)

sexta-feira

Uma boa sugestão de Natal...

Publicada por Ana Isabel Pedroso 2 comentários


Uma oferta da editora:

Lugar da Palavra

Já faltou mais... queremos inundar este país de Heróis.
Muitos milhares de casas, em Portugal, (sor)riem com os livros da colecção "Heróis à Moda de"e, ao mesmo tempo, partilham connosco a riqueza do património linguístico português.
Por isso, que tal oferecer Heróis neste Natal?...
Como o tempo (dizem e parece que sim) é de crise, é de aproveitar a promoção:
mais de 20% em cada título não é de desprezar.

Ou então, que tal oferecer um pack com os três exemplares (Porto, Alentejo e Lisboa), já embrulhadinho e tudo, prontinho a oferecer?
Então, é assim, até 15 de Dezembro:
Heróis à Moda do Porto: 6,36€ (com iva incluído)
Heróis à moda do Alentejo: 9,54€ (com iva incluído)
Heróis à Moda de Lisboa: 11,66€ (com iva incluído)
Com portes incluídos, desde que pagamento efectuado por transferência bancária.

Contactar a editora:
editora@lugardapalavra.pt

- Só até 15 de Dezembro!

quinta-feira

Biblioteca Municipal da Amadora apresenta os "Heróis à Moda de Lisboa"

Publicada por Ana Isabel Pedroso 0 comentários

O Presidente da Câmara Municipal da Amadora tem a honra de convidar V.Exas. para a Sessão de Lançamento do livro "Heróis à moda de Lisboa", a ter lugar no Auditório da Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos, dia 27 de Novembro, às 16 horas.

Avª Conde Castro Guimarães, 6 - Reboleira
Tel.: 214 369 054

terça-feira

Divulgação do livro "Loucura Azul" de Paulo Alexandre E Castro

Publicada por Ana Isabel Pedroso 0 comentários

Sinopse:
O que podem ter em comum um jovem pintor, um agente secreto da ex-URSS, uma professora universitária e dois agentes do SIS?  A resposta a esta e outras questões reside na fantástica vida azul de Maurizio.

Maurizio Biancusi é um jovem pintor que volta à faculdade. Conhece Sylviane Rochas professora universitária dada a práticas pouco convencionais. Envolvem-se apaixonadamente, levando Maurizio a viver uma nova e intensa vida.

Tudo se complica quando conhecem Vlamidir Gordchenko, um suposto escritor russo, que os levará em desespero a cometer um crime. Ao mesmo tempo, Maurizio e Sylviane são seguidos por dois agentes do SIS, Beno e Guido, que desconfiam da troca de mensagens operada nas obras de arte de Maurizio. São eles que o vão acompanhar sempre, mesmo quando Maurizio constata que afinal Sylviane nunca existiu…

Paixão, sedução, assassínio e mistério são alguns dos ingredientes que fazem de Loucura Azul um livro original, apaixonante e intenso.




Sobre o autor:
Membro do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa e da Sociedade Portuguesa de Ciências Cognitivas, tem o «Curso de Doutoramento em Estudos Filosóficos» e o »Curso de Ciências da Linguagem e Comunicação» (FCSH-UNL), Mestrado em «Fenomenologia e Hermenêutica» (FLUL) e Licenciatura em «Filosofia» (FLUL).

Autor da peça de tearto Aqui entre nós (2010), dos livros de poesia Gramática do @mor Tecnológico (2009), Toda a poesia nua/ Coisas da morte (bilingue 2008), do livro de ensaio Metafísica da Imaginação (2006), para além de ser o co-autor em diversas obras como o livro Porquê Deus se temos a Ciência?,  publicado nesta editora (Fronteira do Caos Editores).

http://www.pauloalexandreecastro.webs.com/





segunda-feira

"20 Mulheres para o Século XX" de Inês Pedrosa

Publicada por Ana Isabel Pedroso 0 comentários


Título: 20 Mulheres Para o Século XX

Autora: Inês Pedrosa

Páginas: 288

Editora: Dom Quixote



Sinopse:
O século XX marcou a entrada das mulheres na História e pôs fim à crença segundo a qual as mulheres "eram aquela metade de uma espécie de mamíferos que se destina aos nascimentos". Ainda estamos a sentir o impacto desta mudança profunda, que abriu às mulheres o mundo do trabalho e do poder, aos o mundo dos afectos, e a ambos a nova aventura da intimidade. Foram felizmente muito mais de vinte mulheres que marcaram o mundo neste primeiro século de emancipação. Muitas outras podiam ter cabido neste número redondo, que serve apenas como marco dos dezanove anteriores séculos de silêncio.

Sophia de Mello Breyner Andersen / Hanna Arendt / Simone de Beauvoir / Agustina Bessa-Luís / Coco Chanel / Agatha Christie / Marie Curie / Bette Davis / Isadora Duncan / Frida Kahlo / Carson McCullers / Golda Meir / Marilyn Monroe / Eva Peròn / Maria João Pires / Paula Rego / Amália Rodrigues / Lou Andreas Salomé / Madre Teresa / Virginia Woolf.


Sobre a autora:
Inês Pedrosa (n. 1962) é licenciada em Comunicação Social pela Universidade Nova de Lisboa. Trabalhou em vários jornais ("O Jornal", "JL", "O Independente", "Expresso") e revistas ("Marie Claire", de que foi directora durante 3 anos e "Ler"). O seu primeiro romance, "A Instrução dos Amantes", foi publicado em 1992, e nele traçava as estratégias da vida adulta sobre um microcosmos de adolescentes suburbanos. Cinco anos mais tarde surgiu "Nas Tuas Mãos", onde a autora nos leva a imaginar o Portugal das últimas décadas, através das emoções das três protagonistas, três mulheres (avó, mãe e filha) que cruzam destinos e memórias que atravessam o século XX.

Publicou ainda uma magnífica "Fotobiografia de Cardoso Pires", e os livros "20 Mulheres para o Século XX" e "Poemas de Amor (antologia de poesia portuguesa)", que seleccionou, organizou e prefaciou, ambos editados por Publicações D. Quixote. Prepara um novo romance, que sairá ainda este ano.


A minha opinião:
Um livro magnífico!

É o primeiro livro que leio da Inês Pedrosa. Gostei da escrita da autora, clara, leve e muito interessante.

Uma leitura muito educativa, pois dá-nos a conhecer a vida de vinte mulheres que mudaram a forma de ver e de estar das mulheres da altura e estamos a falar nos anos 30 e 40. Estas mulheres que viveram à frente no seu tempo.
Nesta altura, as mulheres eram vistas unicamente para serem simples donas de casa e mães de familía, ou seja, uma vida muito limitada.

(Biblioteca do Cacém)

sábado

Duelo entre os "Heróis à Moda de Lisboa" e os "Heróis à Moda do Alentejo"

Publicada por Ana Isabel Pedroso 0 comentários

Hoje no Fórum Almada às 16 horas, o duelo entre os "Heróis à Moda de Lisboa" e os "Heróis à Moda do Alentejo".

Contamos com a vossa presença!!!

sexta-feira

Apresentação dos "Heróis à Moda de Lisboa" na Almedina (Atrium do Saldanha)

Publicada por Ana Isabel Pedroso 0 comentários

Hoje, dia 19 de Novembro pelas 18:30 na Almedina (Atrium do Saldanha) mais uma apresentação este divertissímo livro. Na mesa estará a Filipa Pedroso, João Castela Cravo e João Pedro Teixeira. Também poderá entrar entre o público mais alguns dos autores, como a Maria Eugénia Ponte e a Rita Capristano.

Gostaríamos de contar com a vossa presença!!

quinta-feira

Apresentação d' "O Escolhido" na Fnac do Chiado

Publicada por Ana Isabel Pedroso 0 comentários


Dia 20 de Novembro, no próximo sábado, Samuel Pimenta estará na Fnac do Chiado, em Lisboa, pelas 17h, para mais uma apresentação d' "O Escolhido". O autor terá todo o prazer em partilhar esta apresentação com os leitores.

Contamos convosco!!!

Apresentação a cargo de:
Sofia Teixeira, do blog http://branmorrighan.blogspot.com/

terça-feira

"Heróis à Moda de Lisboa" de Vários Autores

Publicada por Ana Isabel Pedroso 2 comentários

Título: Heróis à Moda de Lisboa

Autores: Vários

Páginas: 224

Editora: Lugar da Palavra

Sinopse:
Inclui Dicionário Alfacinha da gíria e do calão de Lisboa Chala-te, a Jota tá aí a batê-las... Vai cair o Carmo e a Trindade! Já cá canta um parro e um arquilho. Mexe os calcantes ou ficas de galdinas na mão… Chiça, esta foi resvés Campo de Ourique!

O livro que faltava. Os falares marginais de Lisboa no seu melhor: o "malandrim" lisboeta, a gíria das novas tribos urbanas, os pregões tradicionais, o calão dos becos e ruelas… tudo reunido numa obra única e com muito humor, onde os heróis são todos de Lisboa: desde Ulisses ao cidadão anónimo, passando por Santo António, Marquês de Pombal, Luciano das Ratas ou pela garina do shopping.Se este livro fosse anunciado com os típicos pregões lisboetas, seria assim, certamente:

- Ó freguesa, mexa o cu que, pl'o preço de uma dúzia, leva mais três à borliú...
- Ó viva da Costa, ó pr'a eles a fazer caretas no jardim das tabuletas...
- Olha o rajá fresquinho! É pró bacano e pró bétinho!
- Olhó nogá! Quem perde é quem não está!
- Quentes e boas! Piadas e piadinhas prós meninos e prás meninas...

E porque Lisboa também tem falares e expressões muito suas, para que a paisagem portuguesa não fique a anhar, a freguesa e o freguês (que é como quem diz, o leitor) têm o Dicionário Alfacinha.
 
A minha opinião:
Concordo, era mesmo o livro que faltava! Um livro único!

Vou começar por falar na capa. Uma capa colorida e bastante original onde pode ver o Marquês de Pombal, o Santo António e uma garina a sobrevoarem a Torre de Belém.
Na contracapa, pode ler a sinopse e sentir um leve cheirinho do que vai  poder encontrar dentro deste divertissímo livro.

O livro é composto por quinze contos e divide-se em três partes. A primeira parte retrata uma Lisboa de tempos remotos e pode encontrar personagens como o Ulisses, o Martim Moniz, o Marquês de Pombal, o Santo António e a vidente Maria de Macedo. A segunda parte, mostra uma Lisboa do século XX, onde se pode encontrar o Luciano das Ratas, o Zé do Telhado e o Diogo Alves, a Sopeira, a Leiteira, a Madame Villaret e as manas Perliquitetes. Na terceira e última parte, vai ver uma Lisboa actual onde se pode cruzar com personagens como as vizinhas bisbilhoteiras, o Segurança e a Menina do Shopping, o Aluno do Lyceu Camões e o Cidadão Anónimo.

Uma leitura bastante divertida, onde tive a oportunidade de conhecer um pouco mais da gíria alfacinha, afinal também me considero um pouco alfacinha, são vinte e dois anos a trabalhar em Lisboa.
Senti-me viajar pelas diferentes zonas de Lisboa, desde o Castelo de São Jorge, passando pelo Martim Moniz, Bairro Alto, Saldanha onde se situa o Liceu Camões até à zona da Junqueira.

Obrigada aos Heróis á Moda de Lisboa pela excelente leitura!

quarta-feira

Fotos dos "Heróis à Moda de Lisboa"

Publicada por Ana Isabel Pedroso 0 comentários
Ontem o Museu da Cidade teve casa cheia!













sexta-feira

Desabafo de ansiedade: Heróis à Moda de Lisboaaaaaaaaaaaaaaaa

Publicada por Filipa 3 comentários
Uau.
Quem diria, não é?
Amanhã é o lançamento do livro que conta com um conto escrito por mim, e a sensação é fantástica. O livro já está à venda, já estive com ele na mão e... Uau.
Gostei muito de escrever o conto para o projecto. A primeira questão com que me deparei foi: Onde vou situar a história? Lisboa é imensa, tem tantos sítios interessantes, locais, ruas... Muitos dos maiores escritores portugueses iam para cafés (quer fosse para as suas tertúlias, quer fosse para escrever) e por isso estes ficaram famosos. Podia acontecer alguma coisa interessante aí. Porque não? Ou então, perto de um monumento com uma história curiosa. Eu queria um local que me dissesse algo, marcante, de grande importância para a personagem principal que ainda não tinha criado.
Mas encontrei o meu local perfeito e descobri uma personagem curiosa da qual gostei muito, e algumas outras que ainda me fazem rir só de pensar nelas.
Amanhã, no Museu da Cidade, às 15h, 16 autores felizes e ansiosos vão apresentar o livro "Heróis à Moda de Lisboa" e adoravam poder contar com a vossa presença ;)
Ficaram curiosos? Porque não aparecem....?
Até amanhã.

terça-feira

Samuel Pimenta apresenta "O Escolhido" na Cidade Invicta!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 1 comentários


Samuel Pimenta tem o prazer de vos convidar para as apresentações do livro "O Escolhido" na Fnac do Norte Shopping  (dia 6 de Novembro de 2010, sábado, pelas 17h00)  e na Fnac de Sta. Catarina (dia 8 de Novembro de 2010, segunda-feira, pelas 18h00). 

Não faltes!!

"Uma Família Diferente" de Theresa Schedel

Publicada por Ana Isabel Pedroso 2 comentários


Título: Uma Família Diferente

Autora: Theresa Schedel

Páginas: 208

Editora:  Presença

Colecção: Grandes Narrativas


Sinopse:
Este mais recente romance de Theresa Shedel traz-nos de novo ao convívio da família Breça de Miranda - conhecida de todos os que leram A Morte de Uma Senhora-, aos seus afectos e desafectos, às suas singularidades, às suas personagens únicas e cativantes. E é uma personagem muito em particular - o Beto, um garoto de dez anos, sobrinho-neto da tia Margarida da Quinta do Capitão, que vem pôr em alvoroço todo o universo dos Breça de Miranda, desafiando as posições e atitudes mais conservadoras dos seus, ainda incrédulos, parentes. Na verdade, naquele famigerado Verão em que tudo aconteceu, ninguém queria acreditar que o filho da Clara e do Afonso tinha desaparecido, e a frase "o Beto fugiu", repetida, entre o pânico e a perplexidade, pelos vários Breça de Miranda, iria marcar tão-somente o início de toda uma série de acontecimentos absolutamente inéditos, situados algures entre o rocambolesco e o surrealista, que viriam a abalar aquela família. Mas o grande responsável foi o Verão, e mais precisamente o mês de Agosto, verdadeira caixa de Pandora sempre pronta a libertar sabe Deus que vaga alterosa de insuspeitadas paixões e arrebatamentos… Uma Família Diferente é um romance admirável que revela um delicioso e sofisticado sentido de humor.


A minha opinião:
Não consegui ter com este livro, o mesmo tipo de empatia que tive com o anterior, "A Morte de uma Senhora".
Depois de ler 74 páginas senti-me um pouco desiludida. Esperava muito mais da história, ainda mais sendo uma continuação da família Breça de Miranda.

Este livro é um retrato da nossa sociedade actual. As famílias monoparentais, o sucesso profissional das mulheres e os casamentos desfeitos são alguns dos ingredientes deste livro.

A trama inicia-se no dia um de Agosto, para muitos, mês de férias. Beto é sobinho-neto da Margarida Breça de Miranda, a actual Capitoa e devido a um imprevisto profissional da mãe, vai ter que ir de férias com tio Raul, irmão da mãe. Clara, a mãe de Beto não tem outra solução senão deixar Beto com o tio Raul. Antes de irem para a casa que Clara alugou, o tio Raul resolve fazer uma paragem num parque de campismo para visitar uma amiga.
As coisas correm tão bem ou tão mal, que Beto resolve fugir.
Já em Lisboa, Beto trava conhecimento com D.Berta no Jardim da Estrela. Esta vendo que ele está sozinho e não tem para onde ir, acolhe-o em casa.
Beto não é uma criança como as outras e por isso, os pais ao saberem do seu paradeiro, deixam-no ficar, ainda mais sabendo que são pessoas de confiança.

Apesar de ser uma história interessante, na minha opinião, faltam condimentos mais apurados para que o leitor possa saborear este livro como um prato principal e não como uma sobremesa.

(Obrigada trisousa pelo BookRing!)

segunda-feira

Orbias - O Demónio Branco

Publicada por Filipa 0 comentários
Orbias - O Demónio Branco


Sinopse:
As coisas mudaram desde a derradeira separação entre a Terra e Orbias há um ano atrás. Noemi é agora uma estagiária na redacção de uma revista e, Grand City. Leva uma vida solitária e mantém pouco contacto com Adam e Lorelei. Mas enquanto se esforça para esquecer todos os trágicos acontecimentos do passado, o inesperado acontece: os seus poderes de Omnisciência regressam e volta a transformar-se em Guerreira. Para piorar a situação, está constantemente a ver o rosto de Sebastian e a sentir o seu perfume. Será que afinal os mundos não foram definitivamente separados? Será possível o regresso a Orbias, para junto das outras Guerreiras? Na sua loucura obsessiva, Noemi convence-se a si própria de uma coisa: Sebastian está vivo! O Demónio Branco é o segundo volume da saga Orbias, a original história de fantasia que veio agitar o género em Portugal.

O que acontece quando te apaixonas por alguém que já não existe?

Noemi. Belladonna. Lorelei. Rouge. Lily-Violet. Riddel. Sebastian. Adam.

Estas são as personagens de Orbias – O Demónio Branco um ano após a derradeira sepação dos mundos. Mas elas voltam ao nosso imaginário mais maduros, sábios e sombrios. Bem-vindos à nova aventura de Noemi e das guerreiras.


Uma das coisas comentadas no lançamento do livro, em Setembro, foi a grande maturidade que se revela do primeiro para o segundo livro, tanto a nível da escrita como às personagens em si. Ainda assim, não estou certa de ter estado preparada para o impacto. E tal como muitos outros leitores, aprecei muito mais esta segunda dose de Orbias.

No ínicio, Noemi luta para se manter à tona da única maneira que conhece, tentando encontrar uma maneira de regressar a Orbias e, quem sabe? Uma maneira de reencontrar o eterno Sebastian. O rapaz orbiano rege toda a sua incessante procura, até ao esgotamento das suas forças.


No início, ela está sozinha, tal qual heroína destruída perseguindo os maus da fita, apenas em troca de informações. Ela não se quer envolver noutra luta ou missão das guerreiras; só quer poder regressar para procurar Sebastian. Mas, no meio das suas tentativas, Noemi vai encontrar o apoio quase incondicional de Adam, a recusa de Lorelei e umas quantas surpresas.


As minhas personagens favoritas são, no geral, donas de um particular sentido de humor e de instintos apurados. Estou a salientar Noemi, Belladonna e Sebastian, que se deixam guiar pelo que sentem em vez de seguir um plano. Às vezes, bem tentam, mas como em qualquer boa história surgem sempre percalços complicados e incontáveis imprevistos. Mas as personagens não desistem…


Recomendo vivamente este livro, que considero bastante diferente do anterior. Se gostaram de As Guerreiras da Deusa, vão adorar O Demónio Branco.


Cinco estrelas.

Critíca por Filipa Pedroso

 

Livros, o meu vício Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare