domingo

Esta foi a ementa que escolhi para o nosso dia!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 10 comentários
Em altura de crise, temos de ser poupados e mesmo quando festejamos 18º aniversário de casamento.















Fiz este Pãozinho de Ló na Bimby que ficou uma delícia!!!!!!

Depois de verem a foto, vão querer a receita, por isso eu vou adiantar-me...



Pão de Ló


Ingredientes:

6 Gemas + 2 ovos

100 g de açucar

1 olher sopa de água

50 g de Farinha

1 c. café de fermento.



Preparação:

Coloque o suporte giratório nas lâminas, junte os ovos e as gemas e o açúcar no copo e programe 5 minutos a 37C velocidade 3.

Quando o tempo terminar junte a água , tire a temperatura e programe 5 min., na velocidade 3.

Junte a farinha e o fermento e bata 5 segundos, na velocidade 1 (é só para envolver a farinha com a massa).

Deite a massa numa filha de papel vegetal (de cozinha) untada com margarina.

Leve ao forno quente, o tempo suficiente para cozer o bolo.




Receitas da Bimby

Publicada por Ana Isabel Pedroso 0 comentários
Sopa de Peixe













Ingredientes:

3 ovos

1 litro de água

250 grs de gambas

1 folha de louro

1 caldo de peixe

1 posta de red fish

1 posta de pescada

1 posta de maruca

(ou seja, eu costumo fazer com o peixe que tenho cá em casa!)

1 c. de coentros



Para o refogado:

70 grs de azeite

150 grs de cebola

2 dentes de alho

200 grs polpa de tomate


Preparação:

Coloque no copo 500 grs de água com as cascas e cabeças de gambas e programe 5 minutos, temperatura 100 ,velocidade 4.

Coe o liquido com o cesto e reserve este fumet.

Lave o copo.c

Coloque no copo a cebola, o alho e pique 6 segundos, velocidade 5.

Junte a polpa de tomate e triture 15 segundos,velocidade 7.

Adicione o azeite e programe 7 minutos, temperatura varoma, velocidade 1.

Quando terminar o tempo, junte 500 grs de água, o caldo, a folha de louro e o fumet e programe 7 minutos, temperatura varoma, velocidade 1.

Entretanto coloque os ovos envolvidos em pelicula aderente, juntamente com o peixe na varoma.

quando acabar o tempo deite o arroz no copo,coloque o recipiente varoma e programe 15 minutos, temperatura varoma velocidade 1.

Quando terminar, retire o recipiente e deite as gambas no copo e deite repousar 2 minutos (as gambas cozem nesse tempode repouso) coloque o peixe partido aos bocados numa terrina e deite a sopa por cima e enfeite com centros e ovos cortados aos bocadinhos.

Mais receitas confeccionadas na Bimby

Publicada por Ana Isabel Pedroso 0 comentários
Farófias no Microondas










Ingredientes:

7 claras

7 colheres de açúcar



Preparação:

Coloca-se a borboleta nas lâminas.

Deitam-se as claras no copo com uma pitada de sal - 7 minutos, velocidade 3.

Depois deita-se o açúcar - 7 minutos, velocidade 3.


Deitam as claras em castelo dentro de um recipiente que possa ir ao microondas (convém de seja largo). Durante 2 minutos e meio, na potência máxima - no microondas.

Quando acabar o tempo deixa-se ficar as farófias dentro do microondas mais uns 3 minutos.



Crema Catalana


Ingredientes:

800 g leite

7 gemas

200g açucar (pus 140g)

1 casca de limão

45 g farinha Maizena

1 pau de canela


Preparação:

Colocar a borboleta, deitar todos os ingredientes no copo e programar 8 minutos, 90º temperatura ,velocidade 2.

Quando terminar programe mais 1 minuto, velocidade 2, mas sem temperatura.

Deitar na taça das farófias e polvilhar com canela em pó.

Selinho do Chocolate para a Alma!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 6 comentários

Recebi este selinho lindo da Rita do blogue Chocolate para a Alma. Obrigada!!!
E que este primeiro aniversário do Chocolate para a Alma se multiplique por muitos e bons anos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Quanto às regras do selinho, elas são bastante simples: não tem regras! Podem oferecê-lo a quem quiserem e podem revelar o que vos apetecer sobre vocês.
Ofereço este selo aos seguintes blogues:

Já!!!!...Dezoito anos!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 8 comentários
«O casamento é um edifício que deve ser reconstruído todos os dias.»
(André Maurois)


Passou tão depressa!
Olhando para trás no tempo e recordando o dia do meu casamento, vejo-o como se tivesse sido ontem.

Com o namoro, tive tempo para ter certeza, que aquele era o tal. Eu tinha encontrado a minha outra parte. Aquela pessoa que eu queria para passar o resto da minha vida. Aquele que eu queria que fosse o pai dos meus filhos.
E não me enganei! Tem sido um verdadeiro companheiro, um ombro amigo e um marido como não há igual. Como pai, tem sido o melhor dos pais.
Fazendo um balanço da minha vida nestes 18 anos, só posso dizer, que tenho sido uma Mulher afortunada.
O casamento é sempre uma carta fechada, nunca sabemos o que vem lá dentro. Viver o dia-a-dia com outra pesssoa não é fácil, tem de haver cedências de parte a parte, tem de haver um equilibrio e respeito para não deixarmos de ser quem somos. Muitas vezes o que acontece num casamento é um anular-se em favor do outro e não pode ser. Um casamento é feito, é construído, é regado por duas pessoas.
Obrigada Luis por estes 18 anos e que venham mais 18 e se multipliquem por muitos e muitos anos!!!!


Um Beijo Enorme!!!!!

sábado

Receitinhas de Natal feitas na Bimby!!!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 2 comentários

BOLO REI


Ingredientes:
70gr açucar,
casca de 1 laranja e de 1 limão (sem parte branca),
130gr leite,
70gr manteiga,
3 gemas,
40gr de fermento padeiro ou 1 saqueta de fermipan,
20gr de sumo de laranja,
400gr a 450gr de farinha com fermento (previamente pesada!!),
1 pitada de sal

Preparação:
Coloque o açúcar no copo bem seco e pulverize 15 segundos, velocidade 9.
Junte as cascas dos citrinos através do bucal do copo e rale uns segundos na velocidade 5.
Adicione o leite e a manteiga e programe 30 segundos, temperatura 37º, velocidade 6 e a seguir 30 segundos, velocidade 9 sem temperatura.
Reduza para velocidade 3 e junte as gemas, o fermento e o sumo de laranja, misturando uns segundos.
Deite a farinha pouco a pouco na velocidade 3 através do bucal do copo e só no fim a pitada de sal; aumente para a velocidade 9 durante 30 segundos.
Programe 3 minutos, velocidade espiga e verifique se o conteúdo forma uma bola que não fique agarrada às paredes do copo.
Se não for o caso, pare a Bimby, polvilhe as paredes do copo com um pouco de farinha e volte a amassar na mesma velocidade.
Deixe repousar a massa dentro do copo até esta levantar o copinho.
Logo que isto aconteça, pressione a massa com as mãos de forma a que o volume baixe e volte a programar 15 segundos, velocidade 9 e 1 min velocidade espiga.
Retire a massa do copo, amasse com as mãos até formar uma bola lisa, polvilhando a mesma com farinha.
Dê-lhe a forma de uma rosca e coloque-a num tabuleiro previamente untado.
Pincele a massa com gema de ovo e decore a seu gosto (frutas cristalizadas, secas).
Pode também fazer montinhos de açúcar humidificado.
Deixe que a massa dobre de volume e a seguir coloque no forno pré aquecido a 180º durante 20 minutos.

Sugestão bimby: Aconselha-se a colocar um copo com água, resistente à temperatura, no meio da massa do Bolo rei para que esta não feche.

Bom apetite!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Filhozes e Azevias!!!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 6 comentários

Filhozes e Azevias (Grão e Batata Doce)


Ingredientes:

Massa:
125 g banha
125 g margarina
1 kg de farinha
raspa e sumo de duas laranjas grandes
1/2 cálice de aguardente
1 pitada de sal
água morna q.b.

Recheio grão:
1 lata grande de grão
7 gemas
1 colher sobremesa canela
cascas de limão (só parte amarela)
120 g amêndoa moída
80 g água
450 g açúcar

Recheio batata doce:
75 g miolo amêndoa
250 g de batata doce
200g de açúcar e canela a gosto
2 cascas de limão (só a parte amarela)
40g de água

Preparação:
Massa:
Colocam-se as gorduras no copo, 4 minutos, temperatura 70º, velocidade 1.
Junta-se a farinha, 2 minutos, velocidade 6
Junta-se a raspa da laranja, o sal, o sumo e a aguardente e reduz-se a velocidade para 3.
Se a massa estiver muito seca, juntar um pouco de água morna e programar 30 segundos, velocidade 6.
Juntar água morna se a massa ainda estiver seca e quebradiça ou farinha se ficar peganhenta.
O ideal é em velocidade 6 formar uma bola homogénea que não agarra às paredes da panela.
Depois disso colocar 6 minutos, velocidade espiga.

Recheio grão:
Pulveriza-se separadamente o açúcar e a amêndoa e reserva-se.
Tritura-se o grão com pele e tudo (comecei com a velocidade 3 e depois fui fazendo 5-7-9, e de vez em quando usava a espátula para baixar partículas de grão das paredes da panela).
Tem que ficar uma pasta homogénea, sem grumos.
Reserva-se a pasta formada.
Sem lavar a panela, coloca-se a água e o açúcar no copo e programe 10 minutos. temperatura varoma, velocidade 1½.
Coloca-se o suporte giratório e juntam-se as amêndoas e o grão, programando 20 segundos, na velocidade. 3½.
Batem-se as gemas com a canela, programa-se a máquina na velocidade 3 e deixa-se escorrer este preparado, lentamente, pela haste da borboleta.
Depois de adicionadas as gemas, junta-se a casca do limão e programa-se 5 minutos, temperatura 100° velocidade. 1½.

Recheio batata doce:
Coze-se a batata doce ainda com casca num tacho.
Quando estiver cozida, pela-se (a casca sai muito facilmente).
Entretanto primeiro pulveriza-se o açúcar (reservar) e depois a amêndoa (reservar).
Junta-se a água com o açúcar e 4 minutos, velocidade 1 1/2, temperatura varoma.
Acrescenta-se a batata doce e a amêndoa e tritura-se muito bem até fazer um puré homogéneo (fiz velocidade 5-7-9 algumas vezes, até ficar sem grumos).
Acrescenta-se a canela e o limão e programa-se 4 minutos, temperatura 100º, velocidade colher inversa.

Dicas/Notas:
A massa das azevias e filhozes é a mesma.
Deve fazer-se primeiro o recheio das azevias, para ir arrefecendo enquanto se faz o outro recheio e a massa.
Há quem faça num dia o recheio e no outro a massa.

Bom Apetite!!!!!!!!!!!!!

sexta-feira

Mais um livrinho!!!!!!!!!!!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 4 comentários

Ganhei mais um livro!!!!

Desta vez foi no passatempo do blogue planetamarcia.

Obrigada planetamarcia!!!!!

quinta-feira

Mais dicas!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 0 comentários




Dez segredos para manter a paixão no casamento:
Grande parte dos casais com mais de dez anos de casamento sente dificuldades para manter acesa aquela paixão do início do namoro. Se este for o seu caso, não desespere!


A terapeuta de casais Cláudya Toledo afirma que isso é completamente normal e sugere alguns "mandamentos" para reverter a situação.
A falta de diálogo e flexibilidade na aceitação do outro são, segundo ela, as principais causas dos desgastes nos relacionamentos conjugais. Mas seguindo algumas dicas básicas, Cláudya diz que é possível renovar a relação e voltar aos "velhos tempos".


Quem já testou os "10 mandamentos para um casamento feliz" garante que funciona e que o relacionamento melhora visivelmente.

De acordo com Cláudya, seguir as "regras" não é difícil. Basta que o casal reconheça os problemas e mostre boa vontade em mudar. Seguindo essas recomendações, Cláudya garante transformações físicas, mentais, emocionais e espirituais que vão trazer mais harmonia para o casal.


Confira os "10 Mandamentos para um casamento feliz":
1. manter o diálogo
2. desenvolver alguma atividade junto com o companheiro (a)
3. aprender a rir dos próprios defeitos e dos defeitos do outro
4. manter rituais familiares

5. preservar os momentos de intimidade
6. ter um espaço individual
7. ter um espaço de acordo mútuo
8. cultivar o riso na família
9. manter a cumplicidade no olhar
10. ter planos para a vida do casal

Dicas!!!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 0 comentários



Como lidar com filhos jovens e adolescentes:


Educar os filhos não é tarefa fácil.

A experiência mostra que mesmo pai e filho que se amam muito não conseguem escapar às divergências e aos conflitos que surgem uma vez ou outra no relacionamento entre ambos, especialmente quando chega a adolescência.




Mas não há razões para desespero. O conflito eventual ou pontual é mais do que compreensível e natural nesse caso. Afinal de contas, os jovens e os adultos vêem as coisas de modo diferente, do alto da experiência de vida que cada um tem.


Pais, já se esqueceram que um dia também já foram jovens?


Veja a seguir algumas dicas simples de como os pais podem agir, para superar ou mesmo evitar os conflitos com os filhos e as filhas jovens ou adolescentes. Mas fiquem atentos se o problema estender-se por muito tempo ou fugiu ao seu controle, procure a ajuda de um especialista.





O seu filho cresceu!

O primeiro passo para uma boa convivência é entender que o seu filho cresceu. Nada irrita tanto um jovem ou um adolescente do que ser tratado como uma criança. Compreender isso é um grande avanço.




Diálogo, a palavra-chave!

Estar aberto a ouvir e entender o ponto de vista dos filhos pode evitar ou minimizar muitos conflitos nessa fase. A falta de diálogo distancia os jovens e é uma das principais causas das dores de cabeça dos pais.




Nem tanto ao mar nem tanto à terra!

A maioria dos problemas na relação do pai com os filhos jovens baseia-se numa espécie de luta pelo poder. Agir de maneira autoritária, portanto, não é apropriado para os pais. A permissividade (em que os pais deixam os filhos decidirem e fazerem o que quiserem) também não é o caminho. A receita ideal para estabelecer limites é a negociação. Ou seja, pais e filhos devem encontrar juntos uma solução conciliatória, na qual ambos são ouvidos nas suas necessidades, mas também devem estar dispostos a ceder.


Liberdade com responsabilidade!


Em vez de proibir o seu filho de fazer algo, procure expôr a sua opinião a respeito e, principalmente, demonstrar as consequências de certos actos e comportamentos, com base na sua experiência. Assim, os pais colocam-se na posição de um amigo e faz com que o jovem reflita sobre as suas próprias atitudes.


Participe mais do mundo dele!

Mesmo com todas as atribuições que a vida lhe impõe, seja um pai presente.

Coloque-se sempre à disposição para conversar ou ajudar o seu filho em alguma necessidade ou indecisão que ele apresente. Participar de alguma actividade que ele gosta (desporto, passeios, cinema) é uma excelente maneira de estar mais próximo. Mostrar interesse pelo universo dele, como dos amigos, do ambiente na escola ou do estilo de música preferido, também ajuda.


Mais que um pai, seja um amigo!

Nunca se coloque numa posição de superioridade. Mostre ao seu filho que também tem as suas fraquezas, interrogações e insegurança. Ou seja, que é um ser humano como ele, apenas um pouco mais experiente. Isso ajuda a criar uma relação de confiança e uma amizade muito sólida, à prova de conflitos.

quarta-feira

"A Agência" de Ally O'Brien

Publicada por Ana Isabel Pedroso 3 comentários



Sinopse:
A sensual superagente Tess Drake trabalhou arduamente para conseguir conquistar um lugar na fascinante, mas feroz, indústria do entretenimento. Funcionária da Agência Literária Bardwright, que opera em Londres e Nova Iorque, move-se nos emocionantes e acelerados mundos da lealdade, da imoralidade e da vingança. Tess está metida em sarilhos, grandes sarilhos... Tem ainda outro ligeiro problema: dorme com homens dos dois lados do Atlântico, que, por sua vez, dormem com as mulheres que estão a tentar arruiná-la.

Conseguirá Tess abandonar o barco sem perder os clientes e sem despedaçar o coração? Ou perderá tudo, antes de descobrir se realmente possui as qualidades necessárias para fazer o que sempre desejou? Este é um romance imensamente divertido, cheio de riscos e de recompensas, que nos revela o mundo das grandes agências de direitos e expõe toda a ambição, o sexo, a adrenalina e a sorte dos quais depende o êxito de uma jovem mulher.

«Tess Drake é uma heroína deliciosamente irrefreável. A Agência é um livro que se lê compulsivamente de uma ponta à outra. Que viagem fabulosa!» The New York Times


A minha opinião:
É um livro hilariante! Bem divertido!
A protagonista do livro, Tess é um mulher com fibra, lutadora até ao fim!
Dorothy Starkwell, é uma excêntrica americana que escreve livros sobre pandas falantes, que são o grande sucesso da ficção infantil.
Oliver Howard, que mora na zona pobre de Londres. Escreveu um livro, Singularity que parece ter sido escrito para o Tom Cruise.
Brian Freeman e Ali Gunn, autores do livros souberam muito bem retratar a cena, quanto a mim, uma das cenas mais hilariantes do livro!
A cena em que Tess está no átrio do Hotel Hilton com o seu casaco de marta branco Julien Macdonald e encontra a Jane Parmenter. Ao despedir-se de Tess, Jane estende a mão flácida, mas como tinha a carteira Fendi na frente, afastou-a e esta caiu no chão. Jane inclinou-se para a frente, esticando-se para apanhar a carteira, mas quando se endireitou o mamilo fica à mostra. Jane mostrou-se alheia ao acontecido, pois à sua volta já disparavam dezenas de máquinas fotográficas.. Jane sorria e colocou o braço na cintura da Tess e endireitou-se para dar uma melhor perpectiva. Tess ao aperceber-se da situação tenta esticar o braço para corrigir a falha, mas acaba por ficar com mão pousada no seio, como se estivesse a acariciá-lo.
Bom, não conto mais nada do livro... só mesmo lendo!
Recomendo a leitura deste livro!!!

(Obrigada fbeatriz pela oportunidade de fazer parte deste aliciante projecto do site "Segredo dos Livros"!)

" A sabedoria nossa de cada dia" de Augusto Cury

Publicada por Ana Isabel Pedroso 11 comentários




Sinopse:

Um dos maiores segredos da existência é o autoconhecimento e a compreensão de que não somos heróis, mas seres humanos sujeitos a inúmeras falhas. Aceitar as nossas limitações e imperfeições pode causar-nos uma breve inquietação, mas também pode dar-nos uma oportunidade preciosa para transformar a ansiedade em criatividade, as decepções em tolerância e as perdas em maturidade. Para isso, nutra a sua emoção e o seu intelecto com sabedoria, humildade, generosidade e tranquilidade. Embora muitos tenham uma mesa farta, vivemos numa sociedade de famintos. Desejo que os seus dias sejam felizes mesmo diante dos seus desertos. A psicologia do Pai-Nosso não é apenas a psicologia do eu nutrido e saciado, nem a do eu como gestor da psique, mas do eu enamorado pela vida, apaixonado pela existência, que esculpe impressões belíssimas nas pessoas com quem convive.




Sobre o autor:

Psiquiatra, psicoterapeuta, cientista e escritor, o Dr. Augusto Cury é considerado o autor mais lido no Brasil nos últimos anos e um verdadeiro fenómeno editorial, com mais de nove milhões de exemplares vendidos em todo o mundo. Os seus livros têm sido adoptados em universidades e utilizados em pesquisas e teses de pós-graduação em Psicologia, Sociologia e Ciências da Educação. Dirige o Instituto Academia de Inteligência, que dá formação a executivos, educadores, médicos, psicólogos, advogados, universitários e a qualquer pessoa interessada em expandir os horizontes da sua mente, educar a sua emoção e melhorar a sua qualidade de vida.

Cury é patrono da Universidade da Criança em Portugal e doutor Honoris Causa da universidade Unifil, assim como membro de honra da academia de génios do Instituto da Inteligência, no Porto. Pode ser contactado através do e-mail -mail instituto.academia@uol.com.br.


A minha opinião:

Qualquer dos livros que já tive oportunidade de ler deste autor foram excelentes!

Uma leitura que nos leva a reflectir.

Cada livro de Augusto Cury é uma aprendizagem.

Nas coisas mais simples e que não damos importância, o autor mostra que não é bem assim. Às vezes uma palavra ou uma frase tem uma informação preciosa, necessária, um ensinamento nas entrelinhas.


Este livro, a sabedoria nossa de cada dia" mostra-nos os segredos da oração Pai-Nosso, ou seja, como podemos aprender a superar os conflitos humanos.

Quero salientar algumas passagens do livro que gostei, porque nunca pensamos muito nelas, mas que têm muita importância no nosso dia a dia:

"Veremos que viver é uma arte belíssima e extremamente complicada. Existir é uma experiência complexa que possui variáveis nem sempre controláveis. A pessoa mais calma vive momentos de ansiedade; a mais coerente, momentos ilógicos."

"Paciência e tolerância são elementos insubstituíveis para quem quer estimular os outros a crescer. Rigidez e intolerância são elementos fundamentais para bloquear a criatividade das pessoas."

O que transcrevo a seguir é o retrato fiel do que devemos ter com os nossos filhos e infelizmente não é o que acontece na maioria dos lares.

Os pais mostram aos filhos que se pode ter tudo, ou seja, ter bens materiais, mas esquecem-se do mais importante, que é dar deles, do tempo deles. Muitos pais tentam com os presentes compensar a falta de tempo de estar com os filhos. Não é preciso quantidade, mas sim qualidade de tempo.

É necessário que os nossos filhos nos vejam tal e qual somos, com as nossas fraquezas, inseguranças, mas também os nossos sucessos, a nossa maneira de estar na vida.
"Qualquer pai com uma boa condição financeira pode dar presentes, computadores, roupa e as melhores escolas aos filhos, mas só os pais maduros se dão a si próprios e repartem as suas histórias para que os filhos desenvolvam a sua personalidade com sabedoria. Só os pais intelectualmente nobre contam os seus sofrimentos e derramam as suas lágrimas diante dos filhos, para que eles aprendam a tropeçar e a levantar-se, a chorar e a serem consolados.

Esta linha de pensamento é um dos segredos subjacentes à oração do Pai-Nosso."

Uma leitura recomendada a todas as pessoas!!!!!!!!!

(Obrigada fbeatriz pela oportunidade de fazer parte deste aliciante projecto do site "Segredo dos Livros"!)

sábado

Ganhei!!!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 9 comentários

Eu ganhei este pack do blogue Sombra dos Livros!
Obrigada!

sexta-feira

Mais uma dose tripla!!!!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 7 comentários



Regras:
1 – Publicar o selinho no seu blogue, dizendo quem o indicou:Obrigada Rita (CHOCOLATE PARA A ALMA)!!!

2 – Responder à pergunta: Quem é que você acha que merece um grande abraço? Porquê?Todos aqueles que passam por aqui, Livros, o meu vício, porque sem eles este blogue não tinha razão de existir.





Regras:
1 – Publicar o selinho no seu blogue, dizendo quem o indicou:Obrigada Rita (CHOCOLATE PARA A ALMA) e Karina (K Romances)!!!!!

2 – Responder a pergunta: O que é uma verdadeira amizade para você?Uma verdadeira amizade é aquela amizade que dá de corpo e alma. Uma verdadeira amizade está lá quando precisamos dela, seja nos bons ou nos momentos menos bons. Uma verdadeira amizade sente-se, toca-se, vê-se.




Obrigada Rita (CHOCOLATE PARA A ALMA)!!!





Obrigada Rita (CHOCOLATE PARA A ALMA)!!!!!!!!!!

Completar as seguintes frases:
realizei alguns sonhos!

Eu já...
Eu nunca... andei de avião... e tenho medo!
Eu sei... que nada sei
Eu quero... PAZ para o mundo inteiro
Eu sonho... acordada.

Ofereço estes selos aos blogues:
Beijos!!!!!!!!!!!!!!!

Sexta-feira 13!!!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 7 comentários
Eu adoro sextas-feiras, dias 13!!!! É sempre dia de sorte para mim!!!!

Quando era estudante e tinha testes neste dia, já sabia que iria ter uma excelente nota!

A primeira que saí com o meu marido, foi numa sexta-feira 13, mas em Janeiro...e já lá vão quase 21 anos!

Para uns, é dia de azar, para outros, dia de sorte!!!! Digam de sua justiça!



Beijinhos!!!!!!!!!!!



quinta-feira

Dicas de MEL e CANELA!!!!!!!!!!!!!!!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 3 comentários



O MEL E A CANELA

Qual é o único alimento que não estraga? O mel de abelhas!

A mistura de Mel e Canela cura a maioria das doenças. O mel é produzido em quase todos os países do mundo. Apesar de ser doce, a ciência demonstrou que, tomado em doses normais como medicamento, o mel não faz mal aos diabéticos.



A revista "Weekly World New" do Canadá, na sua edição de 17 de Janeiro de 1995, publicou uma lista das doenças que são curadas pelo mel misturado com Canela.



DOENÇAS DO CORAÇÃO:

Faça uma pasta de mel com canela.

Coloque no pão e coma-o regularmente no café da manhã no lugar de manteiga e geléia.
Reduz o colesterol nas artérias e previne problemas no coração.
Também previne novos enfartos nas pessoas que já tiveram um antes.
O uso regular deste processo diminui a falta de ar e fortalece as batidas do coração.

Nos Estados Unidos e Canadá, se utiliza esta pasta continuamente nos asilos, descobriu-se que o mel com canela revitaliza as artérias e veias dos pacientes idosos e as limpa.



PICADAS DE INSETOS:

Misture uma colherzinha de mel, duas colherzinhas de água morna e uma colherzinha de canela em pó.

Faça uma pasta com os ingredientes eesfregue-a suavemente sobre a picada.

A dor e a coceira irão desaparecer em um ou dois minutos.



ARTRITE:

uma chávena de água quente com duas colheradas de mel e uma colherzinha de canela em pó. Beber uma de manhã e uma de noite.
Se tomar com frequência pode até curar a artrite crônica.

Numa pesquisa feita na Universidade de Kopenhagen os médicos deram aos seus pacientes diariamente, antes do café da manhã, uma colherada e mel e 1/2 de canela em pó.

Numa semana, de 200 pacientes que seguiram o tratamento, 75 deixaram de ter dor inteiramente.

Um mês depois todos os pacientes estavam livres da dor, mesmo aqueles que quase não conseguiam já caminhar.



PERDA DE CABELO:

Os que sofrem de calvície ou estão perdendo o cabelo, podem aplicar uma pasta de azeite de oliva o mais quente que resistir, uma colherada de mel e uma colherzinha de canela em pó no couro cabeludo.

Deixar por 15 minutos antes de lavar.

Foi comprovado que é eficiente mesmo quem deixar a pasta na sua cabeça somente 5 minutos.



INFECÇÕES DE RINS:

Um copo de água morna misturada com duas colheradas de canela em pó e uma colherada de mel, mata os germens que produzem infecção nos rins.

Tomar de manhã e de tarde até que a infecção acabe.



DOR DE DENTES:

Fazer uma pasta com uma colherzinha de canela e cinco colherzinhas de mel e aplicar no dente que está doendo, repita pelo menos 3 vezes ao dia.



COLESTEROL:

Duas colheradas de mel com três colherzinhas de canela misturadas em meio litro de água.

Deve tomar-se 3 vezes ao dia, isto reduz o colesterol em 10% em 2 horas...

Tomado diariamente elimina o colesterol completamente.



RESFRIADOS:

Para curar completamente sinusites, tosse crônica e Resfriados comuns ou severos, misturar uma colherada de mel morna com 1/4 colherada de canela em pó e tomar com frequência.

A mistura de mel com canela também alivia os gases no estômago, fortalece o sistema de imunidade, e alivia a indigestão.



VELHICE:

Também evita os estragos da idade quando se toma regularmente...misture 4 colheradas de mel, uma colherada de canela e três chávenas de água.

Ferva para fazer um chá com estes ingredientes e beba 1/4 de chávena, três ou quatro vezes ao dia.

Mantém a pele fresca e suave e diminui os sintomas da idade avançada.

Beber este chá alonga a vida e até uma pessoa de 100 anos pode melhorar muito e se sentir como alguém muito mais jovem.



PERDA DE PESO:

Diariamente, meia hora antes de deitar e meia hora antes de tomar café, beba mel com canela fervido numa xícara de água.
Se beber todo dia reduz o peso até de pessoas muito obesas.



DOR DE GARGANTA:

Tome de quatro em quatro horas uma colherada de mel misturada com meia colher de Vinagre de Sidra.


Nada como os remédios caseiros que os antigos usam para curarem as doenças!

"A Cabana" de Wm. Paul Young

Publicada por Ana Isabel Pedroso 4 comentários

Sinopse:
As férias de Mackenzie Allen Phillips com a família na floresta do estado de Oregon tornaram-se num pesadelo. Missy, a filha mais nova, foi raptada e brutalmente assassinada. Quatro anos mais tarde, Mack, mergulhado numa depressão da qual nunca recuperou, recebe um bilhete, aparentemente escrito por Deus, convidando-o a voltar à malograda cabana. O que Mack vai encontrar naquela cabana mudará o seu mundo para sempre.



Sobre o autor:

Wm Paul Young nasceu no Canadá e foi criado pelos pais missionários numa tribo nas montanhas do que era a Nova Guiné. Anos depois, as mortes do irmão mais novo e de uma jovem sobrinha deixá-lo-iam completamente destroçado.Há um ano e meio atrás, Wm. Paul Young tinha três empregos. Desde essa altura até agora, a vida do autor deu uma enorme reviravolta.
Actualmente, Paul Young vive com a família, no estado de Oregon, nos EUA.

A minha opinião:
Depois de ler tantas criticas positivas acerca deste livro, o meu entusiasmo em lê-lo era mais que muito!!!! E não me desiludi nem um pouco!

Um livro fascinante. Um livro que nos faz reflectir.

Um livro que apesar de contar um acontecimento muito trágico na vida de uma familia, a morte de um filho, acaba por se revelar, não um livro triste, mas sim um livro onde o amor, a esperança, o olhar para o futuro, de uma outra forma.

Eu aconselharia todos a lerem este livro!!!!

Não sei o que hei-de fizer mais, pois também não quero revelar muito mais da história.
Posso acrescentar também que olhando para a capa do livro, nos dá uma imagem do que se passa lá dentro...a cabana, a luz, a neve, o brilho, o verde das folhas, a joaninha...resumindo, uma leitura linda!

É um dos melhores livros que já li!!

Torres Novas, a minha terra

Publicada por Ana Isabel Pedroso 8 comentários
Quero partilhar mais um bocadinho da minha autobiografia.


A minha terra, Torres Novas
“A diversão é necessária a uma vida humana.” - (S. Tomás de Aquino)
Brasão da Cidade

Ordenação heráldica do brasão e bandeira
Publicada no Diário da República, III Série de 07/08/1986



Figura 3 – Brasão da cidade de Torres Novas


Armas: Escudo vermelho, um castelo de ouro aberto e iluminado de verde, cortador por três faixas ondadas, duas de prata e uma de azul. A torre central, rematada por um braço armado de prata empunhando uma maça de armas de ouro. Coroa mural de prata de cinco torres. Listel branco com a legenda a negro: “TORRES NOVAS” .



A sua localização



Figura 4 – Mapa do Concelho de Torres Novas


O concelho de Torres Novas tem uma área de 279 Km2 e cerca de 37.000 habitantes e 17 Freguesias.

Está inserido na sub-região do Médio Tejo, fazendo parte, em termos turísticos, à Região de Turismo dos Templários, Floresta Central e Albufeiras.

A norte situam-se os concelhos de Tomar e Ourém, a poente novamente Ourém e Alcanena, a sul pelos concelhos de Santarém e Golegã e a nascente o concelho do Entroncamento.

É banhado pelo rio Almonda cuja nascente se situa na serra de Aire, que o delimita a noroeste.

Torres Novas situa-se numa área de acesso central onde se encontra uma zona de confluência de importantes vias rodoviárias.
Assim, o território é atravessado pela A 232 que faz no concelho a sua ligação à A 1. É ainda servido pela EN 3 e EN 349.
Além das rodovias nacionais, todo o território concelhio é percorrido por vários estradas e caminhos municipais que permitem ter acesso a todas as suas freguesias.

A cidade de Torres Novas é ainda servida por um caminho-de-ferro, estando a sua estação situada a 5 km, em Riachos. Também conta com um terminal de camionagem que assegura uma boa rede de transportes públicos bem direccionada.



Dos primórdios até ao reinado do Rei D. Sancho e o foral de Torres Novas



Pensa-se que o concelho de Torres Novas teve a sua ocupação humana nos tempos da mais longínqua pré-história, conforme podemos ver pelos inúmeros achados arqueológicos.

No ano 1154, ano de nascimento de D. Sancho, seu pai Afonso Henriques tratava várias frentes de luta. Por um lado, as batalhas a sul com os muçulmanos e por outro, o esforço de povoar as zonas estratégicas de fronteira.

E ainda os esforços diplomáticos constantes com os outros reis da Península Ibérica para tentar garantir a paz entre os cristãos, assim como a já longa batalha junto do Papa, para que Portugal fosse considerado como reino independente. Resumindo, eram tempos de total instabilidade e de alerta. D. Sancho cresce com este sentimento e desde cedo, habitua-se a liderar as hostes e acompanhando o pai nestas lutas.

Com apenas a idade de 16 anos, D. Sancho é armado cavaleiro pelo pai, dois anos, depois o rei associa o filho, D. Sancho no governo do reino, nomeadamente na gerência da defesa de Évora, onde os cristãos assistiam ao repovoamento de Beja pelos muçulmanos.

Com 24 anos, comanda a expedição a Sevilha sozinho.

Em 1180, D. Sancho tem a sua primeira grande derrota que se deu perto de Ciudad Rodrigo, na Batalha de Arganal, frente ao exército do reino de Leão.

Em 1185 deu-se a coroação de S. Sancho, em Coimbra.

Com mais de 45 anos de reinado, D. Afonso Henriques morre. Lutou até ao fim da sua vida.

D. Sancho ficou conhecido como o “Povoador”, porque povoava as várias localidades, criando condições para a população. Iniciou assim, um processo de doações, remetendo muitas vilas à protecção das ordens militares, que se tornavam donatárias e defensoras das suas gentes. Também concedeu cartas de foral a muitas terras, criando assim, privilégios ao povo e ao mesmo tempo dava estabilidade a que as populações para se mantivessem nas localidades.

Deu ordem para se reconstruir as muralhas da fortaleza, terá criado uma carta de privilégios de Torres Novas, contendo um código jurídico, com o objectivo de tomar conta da vida pessoal e económica da povoação, ou seja, o Foral.

Nesta altura havia três estratos sociais, o povo, o clero e a nobreza.

As povoações cresciam e desenvolviam-se em torno da protecção do senhorio, fosse ele do clero ou da nobreza.

O senhor, o dono das terras criava com os camponeses uma relação de interdependência, ou seja, ele dava-lhes a protecção e seguranças e eles trabalhavam nas suas terras, alimentando-se deles mas pagando uma percentagem dessa produção. A isto chama-se “feudalismo”.

Nem sempre, esta relação de interdependência se verificava da forma mais correcta, havendo situações de abuso de poder e de exploração, por parte do senhor. O povo nestas situações recorria ao rei, mas depois como resultado disso, o senhor castigava. Mas isso era muito raro acontecer e a verdadeira importância de que se revestia a concessão de foral a uma povoação.

Primeiro, elevava essa povoação e sua gente a um estatuto distinto, uma vez que tinha a atenção do rei e que passava a ter dependência jurídica deste. Por outro lado, o facto de ter uma “legislação” própria contribuía grandemente para salvaguardar os abusos senhoriais, que assim, não cumprissem os foros, também estariam em falta para com o próprio rei.
Por fim, ordenava o dia a dia dessas vilas, contribuindo assim, para a paz e estabilidade social.

Por isso, D. Sancho deu grande importância a Torres Novas, prestando-lhe um serviço, cujo agradecimento foi o seu busto erigido em pedra é apenas um símbolo.

De 1190 para a frente, a vila de Torres Novas tornou-se um município de pleno direito, fazendo dela um enorme crescimento, do qual viria a ser uma das capitais da Estremadura medieval.

D. Sancho morre a 26 de Março de 1190. Depois de 26 anos de reinado, à frente de muitas lutas, D. Sancho deixa um tesouro abundante e um país organizado política, administrativa e economicamente.

Os restos mortais encontram-se no mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra ao lado do túmulo de seu pai.

Figura 5 – Túmulo de D. Sancho I

Torres Novas e o turismo


O turismo rural tem vindo a crescer devido à hospitalidade da região.

No Jardim Municipal encontram-se as piscinas, que servem à prática desportiva de muitos atletas.

Torres Novas foi também conhecida pela prática da pesca desportiva.


Figura 6 – Poster da Feira Internacional do Figo Preto


O Castelo

Figura 7 – Castelo de Torres Novas


Não se sabe ao certo onde começam as origens do Castelo de Torres Novas, mas pensa-se que terá sido ocupado na época pré-medieval.

No século XIV, no reinado de D. Fernando, fazem melhoramentos no Castelo para ampliar a cerca da vila.

Em 1755, o terramoto causou diversos danos no castelo, que este foi abandonado e voltaria, ainda a sofrer mais danos durante as invasões franceses.

O Castelo de Torres Novas é classificado como Monumento Nacional. É o ex-libris da cidade.

A entrada do castelo podemos ver uma estátua de D. Sancho, esculpida por João Cutileiro durante as comemorações dos 900 anos do Foral, concedido Torres Novas.

Tornou-se um lugar de passeio e lazer por estar extremamente bem cuidado e devido à sua localização, que nos proporciona uma bela vista sobre a cidade.



O Museu Municipal



Figura 8 – Museu Municipal Carlos Reis


O Museu Municipal Carlos Reis foi fundado por Gustavo de Bívar Pinto Lopes em 1937.

O museu encontra-se situado no centro de Torres Novas, no Largo do Salvador e conta com um espólio bastante diversificado.

Mostra quadros de artistas do século XIX e de princípios do século XX, uma imagem do século XV de Nossa Senhora e de colecções de arte sacra e arqueológicas, muito valiosas, em especial, moedas e objectos de cerâmica e de bronze.

Estes últimos encontrados nas ruínas romanas de Vila Cardílio, também uma das atracções do concelho.

Figura 9 -Vila Cardílio

Informação:
Monumento Nacional - Decreto 47508 de 24/01/67Estrada Municipal de S. António da CaveiraTorres Novas

Vila Cardílio encontra-se a 3 km de Torres Novas e datam do século IV da nossa era e ainda mantém os maravilhosos mosaicos policromos e banhos.



A Igreja da Misericórdia


Figura 10 - A Igreja da Misericórdia em Torres Novas



A Igreja da Misericórdia é a mais conhecida, devido ao seu portal renascentista, azulejaria do tipo “tapete”, pinturas nos caixotões do tecto e um belo presépio setecentista.

Rodeada de uma paisagem única do Parque Natural da Serra de Aire e Candeeiros, a cidade de Torres Novas possui uma beleza muito própria.

As suas ruas apresentam-se animadas e as várias igrejas que vamos encontrando, têm uma imponência significativa não só para os locais, como para os visitantes.




O rio Almonda

Figura 11 - O rio Almonda

O rio Almonda é um rio português. Nasce na Serra de Aire a 5 km a noroeste de Torres Novas.

No seu trajecto de 30 km atravessa os municípios de Torres Novas e da Golegã e vai desaguar na margem direita do Tejo.
O rio Almonda passa por Moinho da Fonte, onde nasce, depois entre a Ribeira Branca e a Ribeira Ruiva, banha a povoação de Lapas, atravessa a cidade de Torres Novas e desagua, como já disse no Tejo, no sítio da Igreja Grande, concelho da Golegã.

O rio teve uma importância decisiva no desenvolvimento agrícola e industrial do concelho de Torres Novas. Para comprovar este facto é a existência de antigos moinhos ao longo do percurso do rio, que são movidos pelas suas águas.
Dentro da cidade de Torres Novas existe uma pequena central hidroeléctrica, onde se produzia electricidade a partir das suas águas.
Houve tempos que aqui se pescava abundantemente, o que levou a que se realizassem, durante algumas décadas, campeonatos de pesca desportiva.

Nos dias de hoje, o Almonda tem como finalidade as actividades de recreio e turismo, como os passeios de barco e as zonas de lazer junto às margens, em Torres Novas.


Torres Novas e a sua evolução económica

O concelho de Torres Novas tem desenvolvido mais no sector da economia.

Houve uma progressiva diminuição da população activa, ou seja, nos últimos trinta anos, era o sector primário que tinha maior percentagem de população trabalhadora.

Nas actividades extractivas, a produção era liderada pela agricultura, sobretudo a figueira, a oliveira, a vinha e milho. E no sector da pecuária era a criação do gado suíno.

Nas actividades transformadoras, tem maior importância as unidades agro-industriais (alimentares, aguardentes e azeites), metalúrgicas, metalomecânicas, papel, madeira e têxteis.

Em 1845, foi fundada uma das maiores fábricas de fiação é a Companhia Nacional de Fiação e Tecidos de Torres Novas, mais conhecida como Torres Novas pela marca que usa. É uma marca registada, conhecida dentro e fora de Portugal.
Torres Novas é sinónimo de qualidade e bom gosto, onde é sempre uma referência portuguesa.
Torres Novas é uma empresa do ramo têxtil que produz atoalhados e roupões em tecido turco.
A política de qualidade da marca faz com que os clientes associem à qualidade, tanto nos produtos como nos serviços.

Têm três requisitos para atingirem o seu objectivo, a realização pessoal de todos aqueles que trabalham para a marca; criando e desenvolvendo oportunidades de negócios com os fornecedores e por último respeitar o meio ambiente.

Nas actividades do sector terciário tem havido um crescimento notável, abrangendo todas as áreas do seu âmbito.

Actualmente, o concelho de Torres Novas tem 17 freguesias

- Alcorochel
- Assentis
- Brogueira
- Chancelaria
- Lapas
- Meia Via
- Olaia
- Paço
- Parceiros de Igreja
- Pedrógão
- Riachos
- Ribeira Branca
- Salvador
- Santa Maria
- Santiago
- São Pedro
- Zibreira


Apesar do rápido e moderno desenvolvimento industrial, nos vários sectores, Torres Novas não esquece as raízes e isso vê-se pelo artesanato, especialmente no campo da olaria na aldeia de Árgea.

Além da cerâmica, podemos ainda, referir os trabalhos em madeira, a renda, o bordado e a pintura ingénua.

Hoje em dia, o Mercado Municipal dispõe de uma loja, onde os torrejanos podem expor e vender os seus artigos.

A cidade de Torres Novas é a cidade do distrito mas contemplada por superfícies comerciais. Existe:
- Centro Comercial Continente
- Centro Comercial Modelo
- Centro Comercial Intermaché
- Supermercado Lidl
- Centro Comercial Pingo Doce
- Centro Comercial TorreShoping
- Centro Comercial Retail Park


Torres Novas também conta com dois jornais regionais, O Almonda e o Jornal Torrejano. Qualquer dos jornais pode ser consultado na internet.

Uma rádio local, a Torres Novas FM.

A Escola Prática de Polícia está hoje onde foram as antigas instalações do regimento de cavalaria Nº 1 em Torres Novas.

A Escola Prática de Polícia é uma instituição dependente da Direcção Nacional da Polícia de Segurança Pública.

O Teatro Virgínia é um espaço artístico. Durante o ano o teatro oferece à cidade e às populações vizinhas vários espectáculos culturais.

O Teatro Virgínia tem um Café Concerto, onde se realizam espectáculos mais pequenos, como concertos, serão de contos, debates e conversas. Também conta com pólo educativo que oferece ao público em geral várias actividades ligadas e pensadas a partir dos espectáculos.

O Teatro Virgínia é um dos elementos que integra o vasto desenvolvimento cultural para a cidade de Torres Novas, que incluí a futura Biblioteca, o Centro de Ciência Viva, o Museu e o Palácio dos Desportos.


Figura 12 – Teatro Virgina


A gastronomia


A gastronomia da região é muito rica e variada.

Todos os anos, na primeira quinzena de Outubro realiza-se a Feira Nacional dos Frutos Secos.
É uma feira com uma vertente tradicional e cultural muito forte.
Conta com mais de uma centena de expositores de frutos secos, doçaria, charcutaria, licores, vinhos, artesanato, maquinaria, entidades oficiais, empresas, divertimentos exteriores e tasquinhas de gastronomia regional.

Todos os anos realizam em Março o Festival Gastronómico do Cabrito. Vários restaurantes associam-se a este evento.
Durante 15 dias, os visitantes poderão ficar a conhecer e degustar as várias iguarias cozinhadas à base de cabrito.

Quem visita Torres Novas no decorrer do festival pode fazer uma viagem entre a criatividade e a tradição, constituindo um estímulo à sensibilidade dos cinco sentidos.
Os sabores culinários onde a ruralidade transpira, resultado afinal do património imaterial do “saber-fazer” tradicional, genuíno das nossas gentes do Ribatejo Norte.

Como pratos típicos da terra temos o “Requentado com Bacalhau Assado ou Petinga Frita”, as “Migas à Pescador” e o “Cabrito Assado”. E como sobremesas temos o “Bolo de Cabeça” (anexo 1), as “Merendeiras” (anexo 2), o “Doce de Amêndoa”, os “Pastéis de Feijão” e o Figo. E nas bebidas, a especialidade é a Aguardente de Figo.

quarta-feira

Já foi entregue!!!!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 4 comentários

Consegui finalmente, depois de alguns precalços entregar a minha autobiografia!!!!
Mas ainda não fica por aqui...os formadores irão ler e dar os créditos (é a avaliação).

Depois terei mais uma folhinhas (esta última, eram 9 folhas A4, em que 6 delas, era frente e verso com vários temas para desenvolver).
Apesar de todo o trabalho que tenho tido, tem sido muito bom recordar momentos únicos na minha vida, mas o mais importante tem sido o conhecimento que tenho adquirido e a aprendizagem que tenho assimilado.
Tenho consciência que tenho feito um trabalho muito bom e para isso, contei com a ajuda de um amigo virtual vizinho da minha terra natal. Contactei-o através do blogue dele e revelou-se uma ajuda preciosa, no sentido, que nasceu, cresceu e tem vivido sempre ali, em Torres Novas. Arranjou-me montes de coisas sobre a história, sobre o turismo, a gastronomia, enfim, um sem número de coisas que eram pedidas pelos formadores sobre a minha terra natal.
Depois colocarei um post a falar de Torres Novas, ou seja, essa parte da minha autobiografia.
Estou de volta, mas por pouco tempo...segundo os formadores até Dezembro/Janeiro estarei com este projecto entre mãos.
Obrigada a todos os que passam por mim, que vão deixando uns miminhos gostosos, mas que não tem sido possivel agradecer, por isso aqui fica...MUITO OBRIGADA!!!!!!!
E não deixem de me visitar...um blogue não é blogue sem os vossos carinhosos comentários!!!!
Beijinhos Enormes com muita amizade!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Esse blog daria um livro!!!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 1 comentários


Recebi este lindo selinho da minha amiga, Marta do blogue Chuva de Livros!!!! Obrigada!!!!!
São tão bons estes carinhos!!!!!!!!!!!!!!!!!

Regrinha:
Responda a Pergunta - Se sua vida fosse um livro, que tipo de livro seria?
A minha vida está quase em livro...hihihihi...não é um livro, mas um portefólio e já conta com 190 páginas!!!

Por falta de tempo e penso que a Marta não se vai importar, ofereço o selinho a quem passar por aqui!!!!!

Beijos Enormes!!!!!!!!!!!!!!!!

Este blog cativa ...Amizades!

Publicada por Ana Isabel Pedroso 1 comentários

Recebi da Karina Porto do blogue K Romances! OBRIGADA!!!!!!

Eu por falta de tempo e espero que a Karina não se vá importar, vou oferecer o selinho aos meus seguidores!!!!

Um beijinho de muita amizade!!!!!!!!!!!!!!!!!
 

Livros, o meu vício Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare